Campinas

Segunda fase da ‘Operação Inverno’ distribui 367 cobertores

Serviço é de acolhimento a pessoas em situação de rua no município por meio do SOS Rua.

Por Andréia Marques | 16/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
Repórter Especial para a Sampi

Divulgação PMC

A segunda semana da Operação Inverno resultou em 375 abordagens a pessoas em situação de rua, em Campinas (SP), segundo levantamento da prefeitura. Desde a primeira fase da ação, iniciada no dia 1° maio, foram registrados 74 acolhimentos no albergue municipal, o Samim. As equipes do SOS Rua distribuíram 367 cobertores no período. 

“Cada abordagem da Operação Inverno representa uma oportunidade de salvar uma vida do frio, da indiferença e das ruas", afirmou Vandecleya Moro, secretária de Desenvolvimento e Assistência Social.

A Operação Inverno é um serviço de acolhimento a pessoas em situação de rua no município por meio do SOS Rua. O serviço funciona, durante a Operação Inverno, de domingo a domingo no município. De segunda a sexta das 8h à meia-noite, nos finais de semana e feriados, das 18h à meia-noite.

Durante a operação, as pessoas em situação de rua são abordadas e, se elas aceitarem, são encaminhadas aos serviços da rede de proteção, de assistência social e de saúde do município. Caso não aceitem, são ofertados cobertores para passar a noite.

Caso alguma pessoa veja um morador em situação de rua necessitado de abrigo pode acionar o serviço, das 8h às 18h no número (19) 3253-4512. A partir do horário noturno, das 18h às 21h, a equipe pode ser acionada no whatsapp (19) 99984-6496.

Ano passado, a Operação Inverno realizou 12.832 abordagens, foram entregues 19.707 cobertores e registrados 1.225 encaminhamentos para o albergue municipal, o Samim. Nenhuma morte por hipotermia foi registrada. O Samim tem capacidade para 120 pessoas, sendo 90 masculinas, 16 femininas, 10 mães com crianças e 4 leitos reservados para pessoas LGBT+.

Quando não há Operação Inverno, os trabalhos do SOS Rua ocorrem de segunda à sexta, das 8h às 22h.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.