À QUEIMA ROUPA

Homem é executado após briga no trânsito na região de Piracicaba

Acidente de trânsito envolveu filhos da vítima fatal e do atirador; pai de um dos jovens foi se vingar e atirou à queima ropupa

Por Da Redação | 21/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min

Redes Sociais

Márcio, de 50 anos, era casado e deixa dois filhos, parentes e amigos.
Márcio, de 50 anos, era casado e deixa dois filhos, parentes e amigos.

O motorista de aplicativo Márcio Pereira da Silva, de 50 anos, foi executado em frente a um hospital de Limeira na tarde da última segunda-feira (20). O caso é chocante e envolveu uma discussão no trânsito ocorrida dias antes pelo filho dele e o filho do atirador.

Tudo começou no sábado (18), quando um jovem, em um carro, colidiu com outro jovem, este em uma motocicleta. Os pais de ambos foram chamados para resolver o problema e, na ocasião, houve uma discussão.

Tudo não passaria de um acidente de trânsito sem vítimas se o pai do jovem de moto, vulgo "Carlão", não decidisse se vingar.

O homem obteve informações de que Márcio estaria em frente de um hospital com seu veículo usado para o transporte de passageiro e foi até o local. Eram por volta das 13h30. Ao avista-lo, atirou contra ele à queima roupa. O motorista de aplicativo morreu no local.

"Carlão" fugiu para a cidade de Araras, mas foi pego por policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais).

O atirador tem vasta ficha criminal, com dois homicídios no passado.

Márcio era casado e deixa dois filhos, parentes e amigos. Seu corpo foi velado nesta terça-feira (21) no Cemitério Parque de Limeira onde, às 17h, também foi sepultado.

Ele era visto como um homem calmo, que ia à igreja e zelava pela família. Patentes estão indignados com a violência.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Siga o Canal do JP no WhatsApp para mais conteúdo.

...

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Antonio
    23/05/2024
    Logo estará nas ruas...praticando mais assassinatos...deveria estar atrás das grades...essa morte poderia ter sido evitada...país da impunidade.
  • Cansado
    22/05/2024
    \"familiares e amigos estão indignados...\" A reportagem disse que a polícia prendeu o vagabundo. Agora é só esperar ele botar a cara pra fora e fazer o mesmo com ele! O vagabundo já tem uma extensa ficha criminal. Ninguém vai reclamar sua morte!