A CIDADE É SUA

Secretário promete reformas em ginásio poliesportivo na Pousada

Nilson Ghirardello diz que a revitalização acontecerá ainda no primeiro semestre; quadra está desativada desde 2016

27/02/2024 | Tempo de leitura: 2 min

Guilherme Matos

Natalino, diretor adjunto da Comunidade Em Ação, entidade que articulou a ida do Secretário da Educação Nilson Ghirardello até o bairro onde fica a José Romão
Natalino, diretor adjunto da Comunidade Em Ação, entidade que articulou a ida do Secretário da Educação Nilson Ghirardello até o bairro onde fica a José Romão

Após oito anos desativada, a quadra poliesportiva da Emef Professor José Romão, na região do Pousada da Esperança, poderá voltar a receber os alunos e eventos culturais da comunidade. O Secretário da Educação Nilson Ghirardello visitou o espaço na última quinta-feira (22) e prometeu aos pais e funcionários da escola que o local será reformado ainda no primeiro semestre de 2024. O titular da pasta explicou que a obra será realizada com verbas advindas de contrapartidas da Vitta Residencial. No entanto, ele ainda aguarda a visita da empresa ao local para dar o aval e seguir com os trâmites.

"Ainda falta sacramentar com a empresa, mas eles devem dar uma resposta até a próxima semana (esta semana)", afirmou o secretário ao JC. Nilson contou, ainda, que o investimento disponível da empresa será de R$ 36 mil a R$ 39 mil. A formalização e apresentação do orçamento ocorreram na última quinta-feira (22).

IMPACTOS

A quadra foi desativada em 2016 pela Defesa Civil de Bauru devido à oxidação das vigas de sustentação do teto. Atualmente, a quadra acumula mato e materiais descartados, além de muita poeira.

Segundo o ex-vereador Natalino Davi da Silva, liderança no bairro e região, a quadra era utilizada em diversas ocasiões pelos moradores e a desativação provocou uma grande perda para a comunidade. "O município precisa fazer valer esse espaço que agrega para nossas crianças e moradores. A região tem crescido muito e a estrutura não tem acompanhado. Esse espaço pode oferecer, além do esporte, lazer e cultura para a população. Depois da interdição, ficou largado", ressalta o ex-vereador.

Segundo a diretora da Emef, Ana Beatriz Buoso Marcelino, o impacto para o ensino das cerca de 600 crianças matriculadas é um dos principais problemas. Sem a quadra, os professores precisam improvisar nas atividades. Mas a falta de um espaço adequado provoca problemas diversos. "A falta do espaço prejudica o desenvolvimento motor, espacial, a inteligência cognitiva e outras capacidades previstas em nosso currículo. Teve crianças que se formaram e nem pisaram na quadra", afirma.

A família da secretária Francisleide Astolfo tem uma longa relação com a José Romão. Diversos parentes  se formaram na escola. Ela conta que o quadro de funcionários da escola é excelente, mas falta o apoio do poder público. "Do atendimento no portão até a diretoria, os servidores são maravilhosos. O que falta é um representante para atender as demandas aqui do bairro. A gente gostaria que mudasse o olhar da prefeitura para a periferia. Os políticos olham para cá só na época da eleição", pede a mulher.

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Helder
    28/02/2024
    Criem o esporte da meia noite, pra tirarem os garotos da rua, evitando que se envolvam com a Tráfico.