REMUNERAÇÃO BÁSICA

Governo Tarcísio sanciona salário mínimo paulista para R$ 1.640

Novo piso sancionado pelo governador Tarcísio de Freitas representa um valor acima da inflação pelo segundo ano seguido; valor desde junho de 2023 era de R$ 1.550

Por Da redação | 24/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
São José dos Campos

Reprodução

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) sancionou nesta quinta-feira (23) o novo salário mínimo paulista, que vai para R$ 1.640. O valor é 5,8% mais alto do que o piso estabelecido desde junho de 2023, de R$ 1.550.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

Segundo o governo estadual, o aumento representa um valor acima da inflação pelo segundo ano seguido e reajuste acumulado de até 27,7% em relação ao piso estadual de 2022. A sanção da lei foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (24).

A proposta de reajuste havia sido enviada à Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo) em 30 de abril, com valor 16,1% acima do salário mínimo do Governo Federal, estabelecido em R$ 1.412 desde o início deste ano. A aprovação pelos parlamentares ocorreu no último dia 14 deste mês.

“É um compromisso da nossa gestão de promover mais dignidade para a população. Este aumento mostra que São Paulo está na direção certa e oferece um aumento real acima da inflação”, disse Tarcísio.

O  piso estadual foi criado em 2007 e permite que trabalhadores paulistas recebam remunerações acima do salário mínimo nacional. Os valores propostos pelo Governo do Estado levam em conta as condições de demanda de mão de obra e custo de vida em São Paulo, incorporando especificidades do mercado de trabalho local.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.