SAÚDE

Chavantes será a nova gestora do HMUT, em Taubaté

Entidade, que já atua nas UPAs San Marino e Santa Helena, receberá R$ 9,4 milhões por mês para substituir a SPDM e gerir o hospital

Por Julio Codazzi | 23/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Taubaté

Divulgação/PMT

A Santa Casa de Chavantes, entidade que já administra as UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) San Marino e Santa Helena, deverá ser a nova gestora do HMUT (Hospital Municipal Universitário de Taubaté).

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp. 

A classificação final, que foi divulgada pela Prefeitura nessa quinta-feira (23), é definida pela soma dos pontos do plano de trabalho (70%) e da proposta financeira (30%).

A proposta financeira da Santa Casa de Chavantes foi de R$ 112.812.863,26 - como o contrato terá duração inicial de um ano, isso representa R$ 9,4 milhões por mês.

A nota final da Santa Casa de Chavantes foi de 95, superando com folga as outras três concorrentes: a Beneficência Hospitalar Cesário Lange, com 78,5; o Iesp (Instituto de Excelência em Saúde Pública), com 78; e a Associação de Benemerência Senhor Bom Jesus, com 73,5.

Caso o resultado não seja alterado na fase de recursos, a Santa Casa irá assinar contrato. No primeiro momento, haverá uma fase de transição, de cerca de 60 dias, período em que a nova entidade atuará em conjunto com a atual gestora, a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina). Depois isso, a Santa Casa tocaria sozinha a administração do hospital.

CRISE.

Desde julho de 2023, devido a atrasos nos repasses da Prefeitura para a SPDM, o HMUT passou a atender de forma parcial. Os atendimentos começaram a ser retomados apenas em abril desse ano, mas o hospital ainda não opera em sua totalidade.

O valor do novo contrato será levemente inferior ao do atual, que desde maio desse ano está em R$ 9,462 milhões por mês (R$ 113,552 milhões por ano).

Pela divisão vigente, o governo federal aportará R$ 2,6 milhões por mês, o governo estadual repassará R$ 3,5 milhões por mês, e o município terá que aportar R$ 3,3 milhões por mês.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.