INVESTIGAÇÃO

Polícia encontra corpos de jovens que estavam desaparecidas no Ceará

Dois adolescentes foram detidos suspeitos de envolvimento nas mortes das primas e de uma terceira pessoa.

11/04/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Reprodução/@policiacivil_ce/Instagram

A Polícia Civil investiga o caso.
A Polícia Civil investiga o caso.

Quatro jovens desaparecidas foram encontradas mortas em Tianguá e Itarema, no Ceará, entre quarta e sexta-feira da semana passada (dias 10 e 5 de abirl).

Leia tambémDesaparecida é encontrada pelo irmão enterrada no quintal da casa do ex-marido

As vítimas são Eveline Souza Mendes, de 18 anos, Marina Nascimento Souza, de 15 anos e prima de Eveline, Ana Vitória, de idade desconhecida e Júlia Rafaela, de 17 anos. A informação é do G1.

Eveline e Marina desapareceram juntas em Tianguá. Seus corpos foram descobertos na zona rural após nove dias de busca. Anteriormente, a polícia já havia encontrado o corpo de Ana, desaparecida há mais de uma semana na mesma cidade.

Júlia Rafaela sumiu em Itarema após sair para ir à praia. Seu corpo foi encontrado na zona rural de Acaraú, uma cidade vizinha.

Eveline e Marina desapareceram em circunstâncias diferentes em Tianguá no dia 1º de abril. Eveline foi vista pela última vez saindo com um mototáxi após ser abordada por um casal. Marina desapareceu no mesmo dia depois de deixar a casa do namorado num mototáxi.

Os corpos das duas primas foram encontrados enterrados numa cova na zona rural de Tianguá, com sinais de tortura. A causa da morte só será confirmada após o laudo da Perícia Forense.

Dois adolescentes foram detidos suspeitos de envolvimento nas mortes das primas e de uma terceira pessoa. Eles foram levados para a Delegacia Regional de Tianguá.

Ana Vitória desapareceu em Tianguá em 23 de março e seu corpo decapitado foi encontrado perto de um campo de futebol. A Delegacia Regional de Tianguá investiga o caso.

Júlia Rafaela desapareceu em 7 de abril após sair para a praia em Itarema. Seu corpo, com marcas de tiros, foi encontrado na zona rural de Acaraú. A Delegacia Regional de Acaraú investiga o caso.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.