LUTO

O.J. Simpson foi do estrelato na NFL à fama por julgamento por assassinatos

O ex-jogador de futebol americano morreu nesta quarta-feira (10), aos 76 anos

11/04/2024 | Tempo de leitura: 4 min
da Folhapress

Reprodução/Instagram @dailyojsimpson

Vida de O.J. Simpson foi marcada pela carreira na NFL e pelo julgamento de duplo assassinato ao qual foi submetido em 1994
Vida de O.J. Simpson foi marcada pela carreira na NFL e pelo julgamento de duplo assassinato ao qual foi submetido em 1994

O.J. Simpson, ex-jogador de futebol americano, morreu nesta quarta-feira (10) aos 76 anos, conforme anunciado por sua família. Sua vida foi marcada pela carreira na NFL e pelo julgamento de duplo assassinato ao qual foi submetido em 1994.

Nome histórico na NFL
Nascido na Califórnia, EUA, em 9 de julho de 1947, Orenthal James Simpson iniciou sua trajetória no futebol americano na região. O jovem demorou a receber ofertas de bolsa das principais universidades do país, mas rapidamente obteve sucesso após entrar na USC (University of Southern California). Em sua carreira no College, foi campeão nacional em 1967 e conquistou o Troféu Heisman, entregue ao melhor jogador da categoria, em 1968.

O.J. Simpson teve carreira de onze anos na principal liga de futebol americano do planeta. Selecionado pelo Buffalo Bills com a primeira escolha geral do Draft de 1969, o running back passou nove temporadas na franquia. Transferiu-se ao San Francisco 49ers em 1978 e por lá ficou até o fim de 1979, aposentando-se em dezembro daquele ano.

Simpson foi o primeiro running back da história a correr 2 mil jardas em uma única temporada. O feito foi alcançado em 1973, enquanto defendia o Buffalo Bills, e lhe rendeu o prêmio de MVP (jogador mais valioso) da liga. Outros sete atletas conseguiram repetir as 2 mil jardas desde então, mas todos o fizeram após a expansão da temporada regular para 16 jogos, em 1978 -O.J. alcançou a marca entrando em campo apenas 14 vezes.

O.J. foi inserido no Hall da Fama do Futebol Americano em 1985, primeiro ano como elegível à honraria. Seu nome continua sendo lembrado em homenagens aos principais atletas da história da liga. Quando a NFL completou 100 anos, em 2019, Simpson foi listado como um dos 100 maiores jogadores de todos os tempos.

Julgamento por duplo assassinato
A esposa de O.J., Nicole Brown Simpson, e seu amigo, Ron Goldman, foram encontrados mortos em 12 de junho de 1994. Ambos os corpos estavam no condomínio de Nicole, em Los Angeles, e mostravam sinais de esfaqueamento.

O.J. foi considerado suspeito pelo assassinato após investigação. O ex-atleta tinha relacionamento conturbado com Nicole, em casamento marcado por violência doméstica. Simpson definiu com os advogados que se entregaria à polícia em 17 de junho.

O ex-jogador da NFL não se deixou ser levado pela polícia, e posteriormente virou alvo de perseguição em carros. O acontecimento foi transmitido ao vivo em diversos canais de TV dos Estados Unidos, interrompendo inclusive a exibição de jogo das Finais da NBA.

O.J. reuniu um "Dream Team" de advogados para defendê-lo da acusação. Entre eles estava Robert Kardashian, pai de Kim, Khloé, Kourtney e Rob Kardashian.

Simpson se declarou inocente no que foi chamado de "Julgamento do Século". O procedimento se arrastou por mais de oito meses e foi concluído em 3 de outubro de 1995, em evento que tem audiência estimada de 100 milhões de pessoas nos Estados Unidos.

O.J. foi absolvido da acusação, em decisão polêmica. Nenhuma outra pessoa foi julgada posteriormente em relação ao assassinato de Nicole Brown e Ron Goldman.

O ex-atleta perdeu um julgamento civil relativo ao caso em 1997. O.J. Simpson foi condenado a pagar, no total, U$ 33,5 milhões de dólares às famílias Brown e Goldman.

Prisão por assalto
Simpson comandou invasão à mão armada a um cassino em Las Vegas, em 2007. Os infratores invadiram um quarto de hotel para roubar memorabília esportiva.

O.J. inicialmente confirmou ter se apossado dos itens. Segundo o ex-atleta, os objetos lhe pertenciam e haviam sido roubados anteriormente. Simpson negou que qualquer pessoa envolvida portava arma de fogo.

O ex-NFL foi julgado e condenado em 12 acusações, incluindo sequestro, roubo, conspiração criminosa e uso de arma letal. Simpson recebeu sentença de 33 anos de prisão, que se converteram a liberdade condicional após 9 anos.

Carreira como ator
Simpson se tornou ator profissional antes de entrar na NFL. Sua primeira aparição creditada em uma produção audiovisual aconteceu em 1969, na série Medical Center.

O.J. conciliou sua carreira de atleta profissional com aparições em filmes e séries. Entre seus trabalhos mais notáveis está o papel como Detetive Nordberg na franquia de filmes Corra que a Polícia Vem Aí.

Um de seus projetos não foi ao ar devido ao 'Julgamento do Século'. Frogmen, piloto de duas horas produzido pela Warner Bros., não foi levado ao público mesmo após a absolvição do protagonista O.J. Simpson.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.