CORAGEM TODO O DIA

28º Batalhão da PM do Interior comemora 38 anos de fundação

Nesta quarta-feira, 10, o 28º Batalhão de Polícia Militar do Interior, sediado em Andradina, comemora sua história, que começou em 1962

Por Priscilla Andrade | 10/04/2024 | Tempo de leitura: 3 min
da Redação

A jornada é longa e contínua, nesta quarta-feira, 10, o 28º Batalhão da PM Interior comemora 38 anos de atuação presente na região
A jornada é longa e contínua, nesta quarta-feira, 10, o 28º Batalhão da PM Interior comemora 38 anos de atuação presente na região

O 28º Batalhão de Polícia Militar do Interior, sediado em Andradina, a 112 km de Araçatuba, comemora 38 anos de história e trabalho à serviço da população, nesta quarta-feira, 10.

Tudo começou com a instalação do 2º Pelotão do 4º Batalhão de Caçadores da Força Pública, em Andradina, em 7 de abril de 1962. A partir de então, a Polícia Militar, que naquela época se chamava Força Pública, passou a ter uma presença marcante na cidade e iniciou um longo trabalho de pacificar a região.

Não demorou muito para que o trabalho feito fosse reconhecido, em outubro de 1971, o 2º Pelotão foi elevado à condição de Companhia, passando a pertencer ao 36º Batalhão, atual 2º BPM/I, com sede na rua Rio de Janeiro. E não parou por aí, em 27 de dezembro de 1985, a Companhia foi transformada em Batalhão, e aí recebeu um novo nome, denominada a partir daquele momento de 28º Batalhão de Polícia Militar do Interior. Naquela época, uma unidade provisória foi instalada na rua Paes Leme.

Uma vez criado o 28º BPM/I, os olhares focaram os árduos trabalhos de instalação da nova Unidade, que viria a acontecer de fato em 10 de abril de 1986, por isso a data é tão importante para a Unidade, que a considera o dia do seu aniversário. E sua sede foi transferida em definitivo para a rua Augusto de Carvalho, esquina com a avenida Bandeirantes.

Comandada pelo Major Benedito Caetano Navarro, hoje Coronel da Reserva e morador da cidade, foi o primeiro a conduzir o comando da Unidade. Logo após a instalação do Batalhão, teve início a Escola de Formação de Soldados, essa iniciativa possibilitou o preenchimento das vagas do efetivo fixado para a Unidade.

Em janeiro de 2006 iniciou-se a construção da sede do Batalhão, situada na avenida Barão do Rio Branco, 405, no Parque Santo Antônio, inaugurada em 28 de dezembro de 2006. A construção, feita a partir do terreno doado pelo município, representou um marco nas atividades da Unidade, porque é sob o teto dela, que as atividades administrativas e operacionais próprias da segurança pública regional são realizadas.

Estrutura e área de atuação
Com seu efetivo formado por Oficiais e Praças abnegados, homens e mulheres preparados e motivados, que todos os dias saem às ruas para levar alento, segurança e conforto à população de 12 cidades que compõem a área territorial do Batalhão: Lavínia, Mirandópolis, Guaraçaí, Murutinga do Sul, Andradina, Nova Independência, Castilho, Itapura, Pereira Barreto, Ilha Solteira, Sud Menucci, Suzanópolis e Bandeirantes D'Oeste, com população total estimada em 206.385 habitantes.

Hoje a equipe conta com modernas viaturas de duas e quatro rodas, helicópteros e drones, além de ferramentas e equipamentos inteligentes que possibilitam aumentar e potencializar o alcance dos trabalhos de prevenção e repressão aos crimes, que se traduzem em índices criminais excepcionais, o que reflete diretamente na segurança da região, considerada uma das mais seguras do estado e do país.

Em comemoração ao aniversário do Batalhão, o Major PM Marcos Antônio Romansini, atual comandante, externou as parabenizações e menções honrosas a todos os Policiais Militares que compõem o efetivo do Batalhão, de ontem e de hoje, e desejou-lhes muita saúde e proteção para seguirem firmes na missão de servir e proteger a sociedade paulista.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.