POLÍTICA

Acusado de agredir ex, filho de Lula homenageia mãe: 'Sabia do meu caráter'

'Sei que ela está lá de cima olhando por mim e me protegendo! Sinto a mão dela na minha cabeça todos os dias me apoiando!', escreveu Luis Claudio

07/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Folhapress

Reprodução/Instagram @/uisclaudioluladasilva

Luis Claudio Lula da Silva publicou homenagem à Marisa Letícia no Instagram
Luis Claudio Lula da Silva publicou homenagem à Marisa Letícia no Instagram

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Acusado de violência doméstica contra a ex-namorada, Luis Claudio Lula da Silva, filho do presidente Lula, homenageou hoje a mãe, a ex-primeira-dama Marisa Letícia, e disse que ela sabia de seu caráter. Marisa morreu em 2017 em decorrência de um AVC e completaria 74 anos hoje.

"Sei que ela está lá de cima olhando por mim e me protegendo! Sinto a mão dela na minha cabeça todos os dias me apoiando!", escreveu Luis Claudio, sem citar as acusações, que tem negado. "Ela sabe do caráter do filho dela! Da força que a educação que ela nos deu! E com ela aprendi a seguir em frente! A não temer o futuro!", completou.

O filho mais novo do presidente disse ainda sentir "pena" de quem quer o mal e usa "mentira" contra a família. "Aqui é resiliência, determinação e honestidade acima de tudo! Te amo mãe", finaliza.

A médica Natália Schincariol acusa Luis Claudio de violência doméstica, conforme o boletim de ocorrência registrado na última terça-feira (2). Eles formaram um casal por dois anos.

Ela relatou ter sido vítima de agressões "de natureza física, verbal, psicológica e moral". A médica citou especificamente "uma cotovelada na barriga" em uma briga em janeiro deste ano, quando estava com o celular dele na mão, checando possíveis traições. A mulher relatou que foi hospitalizada com crises de ansiedade e que recebe ameaças e ofensas constantes dele, que a chamou de "doente mental", "feia" e "vagabunda".

Natália disse que teria sido pressionada a não denunciar as agressões, já que o então companheiro teria "influência". O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu a ela uma medida protetiva.

Luis Claudio disse que jamais agrediu a médica e que irá provar sua inocência. Segundo ele, as traições mencionadas pela ex são fantasiosas. "Jamais agrediria ela. Desde o término do relacionamento, em janeiro deste ano, sempre fui muito atencioso com ela. Nunca chamei ela destes nomes todos que ela diz. Vou provar minha inocência".

Lula não se manifestou sobre o assunto, apesar de a violência contra a mulher ser um tema caro ao seu governo. Luis Claudio disse acreditar que o governo não deve se pronunciar sobre sua vida particular. "Meu pai também não precisa me defender, tenho 40 anos e sei me defender bem na justiça. Jamais ergueria a mão pra uma mulher ou faria qualquer tipo de agressão."

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Freitas
    08/04/2024
    Mais um mal caráter usando a falecida pra tentar \"se salvar\". Falta de vergonha na cara é hereditária.