DE VOLTA À ELITE

Noroeste vence a Santista nos pênaltis e carimba seu retorno à Série A1 do Paulistão

Norusca conquistou também neste domingo (7) a vaga para a grande final e vai enfrentar o Velo Clube em busca do seu heptacampeonato do estadual

07/04/2024 | Tempo de leitura: 4 min

Reprodução

A celebração com a torcida!
A celebração com a torcida!

O sonho de milhares de torcedores e o objetivo do Noroeste de retornar à Primeira Divisão, desde a sua última passagem, em 2011, virou realidade. O Norusca carimbou seu passaporte à Série A1, a Elite do Paulistão, após vencer a Portuguesa Santista neste domingo (7), nos pênaltis, depois de um empate de 1 a 1 no tempo normal, no Estádio Ulrico Mursa, em Santos. Nos pênaltis, o Alvirrubro venceu por 4 a 3.

Não faltou emoção em mais de 100 minutos e o clube de Bauru voltou ao lugar de onde nunca deveria ter saído.

Nesta semana acontece a decisão do título da A2. O primeiro jogo será nesta quarta-feira (10) à noite (horário a definir), em Bauru. A decisão será em Rio Claro, no domingo (14).

MARCA PESSOAL

O técnico Moises Egert escreveu novamente o seu nome nas páginas de conquistas do clube de Bauru. Hoje ele também comemora o seu 5.º acesso particular, em estaduais. No seu currículo, além deste feito com o Noroeste, o objetivo foi alcançado  duas vezes com o XV de Piracicaba (2010 e 2011 (com título)), Mirassol (2016) e com o Barra-SC (invicto, em 2021).

Além do título da A2 com o XV em 2011, ele também foi campeão da Copa Paulista com o Noroeste em 2012 e com o Linense em 2015.

GRUPO DIRETIVO

Trata-se do segundo acesso do Norusca conquistado pela atual administração, presidida por Emílio Brumati e Reinaldo Mandaliti. O acesso anterior foi há apenas dois anos, da Série A3 para a A2, com direito a título. Fora das quatro linhas, integraram também o grupo diretivo nestes últimos anos Leandro Palma “Lelê”, Rodrigo Gomes “Mosca”, Estevan Pegoraro e Toninho Gimenez.

Em 2015, os mesmos dirigentes já haviam subido o time da Série B, então 4.ª Divisão do estadual, para a Série A3.

DESDE 2010

A última vez que a Maquininha Vermelha havia conquistado o Acesso da A2 foi em 24 de abril de 2010, ano do seu Centenário. Na oportunidade, o triunfo, a exemplo deste domingo, também ocorreu longe de Bauru, em São José dos Campos.

Apenas um jogador defendeu o Noroeste nos acessos de 2010 e 2024, o atacante bauruense Leléco.

“VOLTA POR CIMA”

Muitos torcedores noroestinos, os mais pessimistas, haviam desacreditado do acesso após a turbulência da goleada sofrida na reta final da primeira fase, contra o XV, em Piracicaba. Isso ficou evidente em centenas de comentários nas redes sociais. Depois daquele jogo, o grupo se fortaleceu mentalmente e deixou tudo dentro de campo nas partidas seguintes. Depois da classificação suada da última rodada, na 8.ª colocação, o Alvirrubro pegou o “favoritaço” São Bento e eliminou o time em Sorocaba. Diante da Briosa, “vingou” a eliminação que sofreu nos pênaltis das quartas de final da Copa Paulista de 2023.

QUE VENHA O HEPTA

O Noroeste volta para Bauru em festa, aguardado pela sua torcida, e terá o congresso técnico da final nesta segunda-feira (8), às 14h, para a definição de datas e horários da disputa do título contra o Velo Clube.

A Locomotiva Vermelha irá em busca do seu Heptacampeonato Paulista. O Norusca foi campeão estadual em 1943 (Série A2), em 1953 (Série A2), 1970 (Série A2), 1984 (Série A2), 1995 (Série A3) e 2022 (Série A3). A galeria de troféus também é encorpada pelo título de Campeão do Interior Série A1 de 2006 e o Bicampeonato da Copa Paulista (2005 e 2012).

GRUPO DO ACESSO

Conquistaram o acesso do Noroeste para a Série A1 de 2025 e marcaram seus nomes na história do clube os goleiros Reynaldo, Luis Cetin e Tales Leonardo; os laterais PH, Diego Maia, Rhuan e Radeche, os zagueiros Luizão, Lucas Balardin, Maycon, Renan Araújo e Thiago Duchatsch; os meio-campistas Jonatas Paulista, Blade, Lucas Bauru, Denner, Emerson Müller, John Egito, Rodolfo, Isael e Pereira; os atacantes Carlão, Luiz Thiago, Pedro Felipe, Leléco, Vinícius Bala, Lucas Douglas e Deividi Buiú.

A comissão técnica é formada pelo treinador Moises Egert, o diretor de futebol Deda, o supervisor de futebol Caio Tuler, o auxiliar-técnico Matheus Abreu, o preparador físico e auxiliar André Martins, o treinador de goleiros Bruno Uchoa, os fisioterapeutas César Prando e Giancarlo Fellipe, o assistente de preparação física Raphael Marcelino, o massagista Jeová Rodrigues, o roupeiro Neno Silva, os médicos Roger Tedde e Marcelo Bressan, o assessor de imprensa e comunicação Bruno Freitas e o designer Henrique Silveira. Compõem o staff o gerente administrativo Toninho Rodrigues, que também é presidente do Conselho Deliberativo, e Márcio Diogo, gerente operacional, além de diversos outros funcionários de manutenção, segurança, vigilância e cozinha.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.