TRAGÉDIA

Morta após vencer o câncer, Bia era mãe protetora; filho morreu

Por Da redação | São José dos Campos
| Tempo de leitura: 1 min
Reprodução
Beatriz segura o filho pequeno no colo, ao lado do marido e do filho mais velho
Beatriz segura o filho pequeno no colo, ao lado do marido e do filho mais velho

"Vencendo um câncer, com a graça de Deus".
Assim, desta maneira franca e corajosa, Beatriz Aparecida Frederico, de 33 anos, encarava o tratamento contra o câncer de mama, com o apoio da família e a fé em Deus. Amorosa, doce e mãe protetora, ela tinha olhar empático. "Seja gentil, todo mundo enfrenta uma batalha ou dias difíceis!", postou ela, na descrição de seu perfil nas redes sociais.

Beatriz morreu no último domingo (7), ao lado do filho de 5 anos, em um acidente na BR-282, em Lages, serra de Santa Catarina, quando a família voltava do Beto Carreiro World. Após derrotar o câncer, com a última sessão de radioterapia no dia 11 de junho, ela estava de férias ao lado do marido e dos dois filhos, para celebrar a sua vitória contra a doença. O marido e o filho mais velho, de 16 anos, sobreviveram ao acidente.


Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp. 

Beatriz estava com o filho caçula no banco traseiro, quando o carro bateu de frente com outro veículo, guiado por uma policial militar da cidade de São Miguel do Oeste. O marido de Beatriz, Deivid Francis de Oliveira, 36 anos, e o filho mais velho dela sobreviveram ao acidente. Os dois ocupavam os bancos da frente do automóvel.

Pai e filho foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros e levados ao hospital, onde foram submetidos a cirurgia. Eles não correm risco de morte.

Comentários

Comentários