OBRAS

Vistorias são concluídas em prédios antes de implosão no Aquárius

Por Leandro Vaz | São José dos Campos
| Tempo de leitura: 2 min
Da redação
Leandro Vaz
Prédio deve ser implodido
Prédio deve ser implodido

Ainda sem uma data definida, os trâmites para a implosão de um prédio na avenida Tubarão, no Jardim Aquárius, região oeste de São José dos Campos, segue em estudo pelas autoridades competentes, mas já avançado. As vistorias cautelares já foram concluídas em prédios vizinhos. Rodadas de reuniões foram realizadas com moradores e proprietários de apartamentos na região.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

O imóvel fica nas proximidades da Vinac Consórcios e avenida Cassiano Ricardo. A demolição foi autorizada pela Prefeitura de São José dos Campos. Parte do prédio recebeu recentemente telas de proteção. A estrutura foi erguida há mais de 15 anos e abrigaria um hotel, mas durante a construção, a ideia mudou e ela passaria a ser um prédio comercial com salas destinadas à consultórios médicos. Mas o projeto nunca foi tocado. Durante os últimos anos, com o abandono, o imóvel passou a se transformar em ponto de encontro de usuários de drogas e curiosos que entravam no local. Com a colação de tapumes de ferro, o problema foi resolvido.

Agora, o terreno dará espaço a outro empreendimento de alto padrão. O projeto tem apartamentos que chegam a 1010 m² e deve sofisticar ainda mais o bairro. Mas antes de começar a ser construído, o antigo precisa ser demolido.

A demolição tem causado medo na vizinhança. Para tentar tranquilizar os moradores vizinhos, a empresa contratada pelo serviço tem realizado reuniões e palestras com os moradores dos prédios.

“Os projetos do plano de demolição, bem como o plano de fogo, estão em fase de finalização para ser apresentado para a Prefeitura”, disse Manoel Jorge Diniz Dias, o “Manezinho da Implosão”. Será dele a responsabilidade pela implosão da estrutura.

“Os laudos revelam o atual estado dos prédios para ser comparado para depois da implosão. As condições são muito tranquilas, em relação a distância dos prédios, é uma distância grande. Já fizemos bem mais perto, com até três metros. Mas é um dos protocolos da implosão, toda a documentação legal”, disse o profissional.

Comentários

Comentários