SOBRENATURAL

SOBRENATURAL

Caça-fantasmas do Vale lançam ‘delivery’ para enfrentar assombrações ‘na sua casa'

Caça-fantasmas do Vale lançam ‘delivery’ para enfrentar assombrações ‘na sua casa'

Grupo viraliza nas redes sociais com investigações paranormais e alcançou 1 milhão de inscritos em canal da internet

Grupo viraliza nas redes sociais com investigações paranormais e alcançou 1 milhão de inscritos em canal da internet

Por Xandu Alves | 05/11/2023 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Por Xandu Alves
São José dos Campos

05/11/2023 - Tempo de leitura: 2 min

Com mais de 10 anos investigando fenômenos paranormais, o grupo de caçadores de fantasmas do Vale do Paraíba tem um estoque de assombrações e de histórias fantásticas capaz de assustar até os mais corajosos.

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região! Acesse: https://whatsapp.com/channel/0029VaDQJAL4tRs1UpjkOI1l

A trupe ‘KBC – Caçadores de Fantasmas’ surgiu em Guaratinguetá em 2012 para investigar fenômenos paranormais. Usando equipamentos de última geração, como comunicadores e drones, os caçadores de fantasmas vão atrás de lugares mal assombrados e lendas para “adentrar as fronteiras do desconhecido”.

Eles já investigaram casos como o ‘serial killer da floresta’, ‘cemitério maldito’, ‘boneca mal assombrada’, ‘cão do inferno’, ‘espíritos malignos’ e ‘caverna do lobisomem’ por toda a região do Vale e em outras cidades, o que levou o canal do grupo na internet a alcançar 1 milhão de inscritos.

Desta vez, os caçadores resolveram inovar e lançaram uma espécie de serviço de ‘delivery’ para receber pedidos de investigação paranormal, o ‘KBC na sua casa’.

“Estamos investigando na casa das pessoas. Então, se você tem interesse de chamar a KBC para saber se tem alguma coisa acontecendo na sua casa, alguma coisa espiritual, realmente espiritual, algo sério, então a gente vai responder para você”, disse João Paulo Fabrício dos Santos, um dos idealizadores do projeto.

O grupo criou um email (kbcajuda@gmail.com) para o pedido de intervenção nas questões sobrenaturais.

Segundo Santos, todos os pedidos serão analisados pela equipe dos caça-fantasmas, que já participou de mais de 1.600 expedições sobrenaturais nestes 10 anos.

“Vamos fazer uma entrevista para analisar, conversando realmente sobre tudo no processo. É algo muito sério. Mas a KBC hoje com certeza está apta para fazer esse trabalho na casa de vocês. Então, se vocês têm interesse aqui da região chama a KBC que a gente vai na sua casa. Vocês vão ver que é algo muito sério. E realmente vamos juntos fazer uma investigação”, disse Santos.

Leia mais:

Boneca do mal, demônio e lobisomem: caça-fantasmas do Vale listam maiores assombrações

Caça-fantasmas fazem ‘contato’ com Guilherme de Pádua: ‘Queria o perdão'


Com mais de 10 anos investigando fenômenos paranormais, o grupo de caçadores de fantasmas do Vale do Paraíba tem um estoque de assombrações e de histórias fantásticas capaz de assustar até os mais corajosos.

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região! Acesse: https://whatsapp.com/channel/0029VaDQJAL4tRs1UpjkOI1l

A trupe ‘KBC – Caçadores de Fantasmas’ surgiu em Guaratinguetá em 2012 para investigar fenômenos paranormais. Usando equipamentos de última geração, como comunicadores e drones, os caçadores de fantasmas vão atrás de lugares mal assombrados e lendas para “adentrar as fronteiras do desconhecido”.

Eles já investigaram casos como o ‘serial killer da floresta’, ‘cemitério maldito’, ‘boneca mal assombrada’, ‘cão do inferno’, ‘espíritos malignos’ e ‘caverna do lobisomem’ por toda a região do Vale e em outras cidades, o que levou o canal do grupo na internet a alcançar 1 milhão de inscritos.

Desta vez, os caçadores resolveram inovar e lançaram uma espécie de serviço de ‘delivery’ para receber pedidos de investigação paranormal, o ‘KBC na sua casa’.

“Estamos investigando na casa das pessoas. Então, se você tem interesse de chamar a KBC para saber se tem alguma coisa acontecendo na sua casa, alguma coisa espiritual, realmente espiritual, algo sério, então a gente vai responder para você”, disse João Paulo Fabrício dos Santos, um dos idealizadores do projeto.

O grupo criou um email (kbcajuda@gmail.com) para o pedido de intervenção nas questões sobrenaturais.

Segundo Santos, todos os pedidos serão analisados pela equipe dos caça-fantasmas, que já participou de mais de 1.600 expedições sobrenaturais nestes 10 anos.

“Vamos fazer uma entrevista para analisar, conversando realmente sobre tudo no processo. É algo muito sério. Mas a KBC hoje com certeza está apta para fazer esse trabalho na casa de vocês. Então, se vocês têm interesse aqui da região chama a KBC que a gente vai na sua casa. Vocês vão ver que é algo muito sério. E realmente vamos juntos fazer uma investigação”, disse Santos.

Leia mais:

Boneca do mal, demônio e lobisomem: caça-fantasmas do Vale listam maiores assombrações

Caça-fantasmas fazem ‘contato’ com Guilherme de Pádua: ‘Queria o perdão'


Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região!

Participe da Comunidade

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.