SÃO JOSÉ

SÃO JOSÉ

Documentos de professor são achados junto a corpo; ‘é quase 100% ser ele’, diz polícia

Documentos de professor são achados junto a corpo; ‘é quase 100% ser ele’, diz polícia

Marcelo Pardini, de 40 anos, está desaparecido desde o dia 6 de setembro em São José dos Campos

Marcelo Pardini, de 40 anos, está desaparecido desde o dia 6 de setembro em São José dos Campos

Por Gabriel Campoy | 14/09/2023 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Por Gabriel Campoy
São José dos Campos

14/09/2023 - Tempo de leitura: 2 min

Créditos: Reprodução/Redes Sociais

Os documentos do professor Marcelo Pardini, de 40 anos, foram achados junto ao corpo masculino encontrado na tarde desta quarta-feira (14) em uma região de mata do Jardim Aquarius, bairro em área nobre na zona oeste de São José dos Campos.

A Polícia Científica e a perícia já estiveram no local juntamente do IML (Instituto Médico Legal). O delegado Neimar Camargo Mendes, responsável pela Delegacia de Homicídios, afirmou à reportagem que “é quase 100% provável que seja Marcelo”. Como o corpo estava em estado avançado de decomposição, caso a família de Marcelo não o reconheça, o cadáver passará por um exame de DNA ou de arcada dentária.

Relembre o caso: Onde está Marcelo? Professor de São José está desaparecido há 5 dias; família pede ajuda

Pardini, que também é escrivão concursado da Polícia Civil, está desaparecido desde o último dia 6 de setembro. Na ocasião, segundo um boletim de ocorrência registrado pela família, ele teria falado pela última vez com a irmã, Daniela, e sua mãe, para transferir o carro da genitora a ele. Mais tarde, ainda de acordo com o documento, um primo do professor teria entrado em contato afirmando que Marcelo estava sob ameaça de sequestradores eu pediam uma quantia em dinheiro para soltá-lo.

A história do desaparecimento, que completou nesta quarta-feira (13) uma semana, rapidamente tomou as redes. A família de Marcelo publicou fotos do rapaz na internet com pedidos de informação sobre seu paradeiro.

Marcelo, segundo relatos de amigos e familiares, mora em um apartamento da região central de São José, próximo onde o corpo encontrado pela Polícia Civil na tarde desta quinta estava. As primeiras informações constam que o cadáver estava nas proximidades do córrego Senhorinha, em uma área próxima à rotatória da Avenida Comendador Vicente Penido.

Leia novamente: Caso Marcelo: pedido de resgate, ameaça e mistério envolvem sumiço de professor no Vale

Leia novamente: Caso Marcelo: 'Ele tem dividas de jogo', diz família de professor desaparecido no Vale

Os documentos do professor Marcelo Pardini, de 40 anos, foram achados junto ao corpo masculino encontrado na tarde desta quarta-feira (14) em uma região de mata do Jardim Aquarius, bairro em área nobre na zona oeste de São José dos Campos.

A Polícia Científica e a perícia já estiveram no local juntamente do IML (Instituto Médico Legal). O delegado Neimar Camargo Mendes, responsável pela Delegacia de Homicídios, afirmou à reportagem que “é quase 100% provável que seja Marcelo”. Como o corpo estava em estado avançado de decomposição, caso a família de Marcelo não o reconheça, o cadáver passará por um exame de DNA ou de arcada dentária.

Relembre o caso: Onde está Marcelo? Professor de São José está desaparecido há 5 dias; família pede ajuda

Pardini, que também é escrivão concursado da Polícia Civil, está desaparecido desde o último dia 6 de setembro. Na ocasião, segundo um boletim de ocorrência registrado pela família, ele teria falado pela última vez com a irmã, Daniela, e sua mãe, para transferir o carro da genitora a ele. Mais tarde, ainda de acordo com o documento, um primo do professor teria entrado em contato afirmando que Marcelo estava sob ameaça de sequestradores eu pediam uma quantia em dinheiro para soltá-lo.

A história do desaparecimento, que completou nesta quarta-feira (13) uma semana, rapidamente tomou as redes. A família de Marcelo publicou fotos do rapaz na internet com pedidos de informação sobre seu paradeiro.

Marcelo, segundo relatos de amigos e familiares, mora em um apartamento da região central de São José, próximo onde o corpo encontrado pela Polícia Civil na tarde desta quinta estava. As primeiras informações constam que o cadáver estava nas proximidades do córrego Senhorinha, em uma área próxima à rotatória da Avenida Comendador Vicente Penido.

Leia novamente: Caso Marcelo: pedido de resgate, ameaça e mistério envolvem sumiço de professor no Vale

Leia novamente: Caso Marcelo: 'Ele tem dividas de jogo', diz família de professor desaparecido no Vale

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

TV

MPF pede arquivamento de proposta que proíbe casamentos homoafetivos
Filme de Claudinho e Bochecha, \'Nosso Sonho\' é a estreia da semana nos cinemas