Um portal afiliado à rede

27 de março de 2023

EMPREGOS

EMPREGOS

Caged: RMVale gera 1.032 empregos em janeiro e tem melhor saldo desde 2010

Caged: RMVale gera 1.032 empregos em janeiro e tem melhor saldo desde 2010

Ano começa com 34% de crescimento na geração de novos empregos no Vale na comparação com janeiro de 2022

Ano começa com 34% de crescimento na geração de novos empregos no Vale na comparação com janeiro de 2022

Por Xandu Alves | 09/03/2023 | Tempo de leitura: 1 min
São José dos Campos

Por Xandu Alves
São José dos Campos

09/03/2023 - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação / Claudio Vieira / PMSJC

Região começa 2023 com saldo positivo de novos empregos

O Vale do Paraíba começou 2023 com saldo positivo de 1.032 novos empregos formais (carteira assinada), como aponta o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.

Trata-se do melhor desempenho para o primeiro mês do ano desde 2010, quando a região abriu 1.712 postos de trabalho em janeiro.

Na comparação com janeiro de 2022, quando a região abriu 768 vagas, o saldo deste ano representa um crescimento de 34%.

O saldo positivo no início do ano vem depois do corte de 3.664 postos de trabalho perdidos em dezembro do ano passado. Em todo ano de 2022, a região registrou a geração de 27 mil novos empregos.

CIDADES

Vinte e uma das 39 cidades do Vale tiveram saldo positivo de emprego em janeiro, incluindo as mais industrializadas, como Taubaté (647), São José dos Campos (465), São Sebastião (353), Pindamonhangaba (136) e Jambeiro (68), os cinco municípios foram os que geraram mais postos de trabalho no primeiro mês do ano.

Outras três cidades tiveram saldo zero no emprego e 15 perderam postos de trabalho em janeiro de 2023, com destaque negativo para Ubatuba, que cortou 255 empregos no começo do ano. Caraguatatuba perdeu 241 e Caçapava cortou 124.

Jacareí fechou janeiro abrindo 28 novas vagas no mercado de trabalho e Guaratinguetá gerou 44 postos.

O Vale do Paraíba começou 2023 com saldo positivo de 1.032 novos empregos formais (carteira assinada), como aponta o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.

Trata-se do melhor desempenho para o primeiro mês do ano desde 2010, quando a região abriu 1.712 postos de trabalho em janeiro.

Na comparação com janeiro de 2022, quando a região abriu 768 vagas, o saldo deste ano representa um crescimento de 34%.

O saldo positivo no início do ano vem depois do corte de 3.664 postos de trabalho perdidos em dezembro do ano passado. Em todo ano de 2022, a região registrou a geração de 27 mil novos empregos.

CIDADES

Vinte e uma das 39 cidades do Vale tiveram saldo positivo de emprego em janeiro, incluindo as mais industrializadas, como Taubaté (647), São José dos Campos (465), São Sebastião (353), Pindamonhangaba (136) e Jambeiro (68), os cinco municípios foram os que geraram mais postos de trabalho no primeiro mês do ano.

Outras três cidades tiveram saldo zero no emprego e 15 perderam postos de trabalho em janeiro de 2023, com destaque negativo para Ubatuba, que cortou 255 empregos no começo do ano. Caraguatatuba perdeu 241 e Caçapava cortou 124.

Jacareí fechou janeiro abrindo 28 novas vagas no mercado de trabalho e Guaratinguetá gerou 44 postos.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.