Um portal afiliado à rede

21 de março de 2023

SEGURANÇA

SEGURANÇA

Caraguatatuba lança app com botão de emergência para mulheres vítimas de violência

Caraguatatuba lança app com botão de emergência para mulheres vítimas de violência

Ao acionar o botão, a GCM (Guarda Civil Municipal) recebe a localização da vítima e envia uma viatura ao local

Ao acionar o botão, a GCM (Guarda Civil Municipal) recebe a localização da vítima e envia uma viatura ao local

Por Poliana Vitorino | 09/03/2023 | Tempo de leitura: 1 min
Caraguatatuba

Por Poliana Vitorino
Caraguatatuba

09/03/2023 - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação/ PMC

Prefeito mostra aplicativo no celular

A prefeitura de Caraguatatuba lançou nesta quarta-feira (8) o aplicativo "SOS Caraguá Pra elas". O objetivo é intensificar a ajuda imediata às mulheres vítimas de violência doméstica na cidade.

O aplicativo possui um botão de pânico, para que seja acionado em situações emergenciais. Ele envia a localização da mulher para a Guarda Civil Municipal (GCM), que imediatamente envia uma viatura ao local. Além disso, há a possibilidade também de apertar outro botão e falar diretamente com a GCM.

Para ter acesso à plataforma as mulheres precisam ter uma Medida Protetiva concedida pelo Poder Judiciário. Com esse documento elas devem procurar o CIAM (Centro Integrado de Atendimento à Mulher), no Indaiá, ou o CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), no Jardim Aruan, e efetuarem um cadastro.

 

Com o cadastro feito o acesso é liberado e já se pode baixar o aplicativo Sentry SOS, disponível nas lojas de aplicativos para IOS ou Android.

A prefeitura de Caraguatatuba lançou nesta quarta-feira (8) o aplicativo "SOS Caraguá Pra elas". O objetivo é intensificar a ajuda imediata às mulheres vítimas de violência doméstica na cidade.

O aplicativo possui um botão de pânico, para que seja acionado em situações emergenciais. Ele envia a localização da mulher para a Guarda Civil Municipal (GCM), que imediatamente envia uma viatura ao local. Além disso, há a possibilidade também de apertar outro botão e falar diretamente com a GCM.

Para ter acesso à plataforma as mulheres precisam ter uma Medida Protetiva concedida pelo Poder Judiciário. Com esse documento elas devem procurar o CIAM (Centro Integrado de Atendimento à Mulher), no Indaiá, ou o CREAS (Centro de Referência Especializado da Assistência Social), no Jardim Aruan, e efetuarem um cadastro.

 

Com o cadastro feito o acesso é liberado e já se pode baixar o aplicativo Sentry SOS, disponível nas lojas de aplicativos para IOS ou Android.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.