MEMÓRIA

Morre Françoise Bornet, que rodou o mundo com foto de beijo feita por Doisneau

Uma das fotografias mais reconhecidas do mundo foi feita em 1950, numa Paris ainda impactada pelo pós-Segunda Guerra, e trazia Bornet beijando seu então namorado Jacques Corteaux.

02/01/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Reprodução/Reuters/ccma.cat

Françoise Bornet e o namorado eram estudantes de artes cênicas, à época.
Françoise Bornet e o namorado eram estudantes de artes cênicas, à época.

Morreu no dia 25 de dezembro a atriz Françoise Bornet, que ficou conhecida mundialmente pela foto "O Beijo do Hôtel de Ville", do francês Robert Doisneau. Ela tinha 93 anos e a informação foi divulgada nesta terça, 2, pelo jornal Le Parisien.

Uma das fotografias mais reconhecidas do mundo, a imagem em preto e branco foi feita em 1950, numa Paris ainda impactada pelo pós-Segunda Guerra, e trazia Bornet beijando seu então namorado, Jacques Corteaux. Ambos eram estudantes de artes cênicas, à época.

"O Beijo do Hôtel de Ville" foi feita por encomenda da revista Life, para ilustrar uma matéria sobre romance na capital francesa. Inicialmente, muitos acreditaram que o clique era espontâneo, mas anos depois Doisneau revelou que não.

Depois de se separar de Corteaux, a atriz conheceu Alain Bornet, seu grande amor. Isso não impediu que o clique romântico continuasse inspirando gerações de amantes. Em 1992, a foto bateu recorde de vendas como a imagem mais comercializada até então, graças a reproduções em cartazes, cartões e outros tipos de produtos.

No ano seguinte, Françoise Bornet entrou na Justiça para pedir uma porcentagem sobre as vendas de produtos que carregavam a imagem, mas sem sucesso.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.