CINEMA

Ator do filme 'Parasita' é encontrado morto dentro de carro na Coreia do Sul

O artista tinha 48 anos e se notabilizou por ter dado vida a Park Dong-Ik no filme 'Parasita', primeiro longa sul-coreano a ganhar um Oscar de melhor filme.

27/12/2023 | Tempo de leitura: 2 min
da Folhapress

Reprodução/Rotten Tomatoes/Facebook

As autoridades encontraram Lee depois que o ator foi considerado desaparecido.
As autoridades encontraram Lee depois que o ator foi considerado desaparecido.

O ator Lee Sun-kyun foi encontrado morto aos 48 anos, nesta quarta-feira (27), dentro de um carro. O veículo estava estacionado em um parque de Seul, capital da Coreia do Sul. As autoridades consideram que o ator pode ter cometido suicídio.

O artista tinha 48 anos e se notabilizou por ter dado vida a Park Dong-Ik no filme "Parasita", primeiro longa sul-coreano a ganhar um Oscar de melhor filme.

As autoridades encontraram Lee depois que o ator foi considerado desaparecido. O empresário dele disse à polícia que o artista havia saído de casa deixando para trás o que ele considera ser uma nota de suicídio. Lee deixa a esposa, a atriz Jeon Hye-ji, e dois filhos.

Ao longo da carreira, ele teve papéis de destaque em filmes sul-coreanos como "Helpless", de 2012, e "All About My Wife", de 2014, bem como na aclamada série de TV "My Mister", de 2018.

Ele foi o protagonista da primeira série original em coreano da Apple TV+, lançada em 2021. No entanto, o reconhecimento mundial veio em 2019 ao atuar no filme "Parasita", dirigido por Bong Joon Ho-  que levou para casa a estatueta de melhor diretor e de melhor filme.

Foi a primeira vez que um longa de língua estrangeira, exibido nos Estados Unidos com legendas, venceu a maior categoria do Oscar.

Não foram os únicos prêmios de "Parasita". Indicado em seis categorias, o filme venceu quatro delas - a outra foi de roteiro original.

Nos últimos tempos, Lee havia sido interrogado pela polícia por acusações de uso ilegal de drogas, sendo que uma das sessões durou 19 horas.

O ator disse que foi induzido a consumir drogas por uma recepcionista que tentava chantageá-lo, segundo a agência de notícias Yonhap.

A Coreia do Sul tem uma rígida legislação contra o uso de drogas que prevê até 14 anos de prisão para traficantes e usuários reincidentes.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.