VIOLÊNCIA

VIOLÊNCIA

Homem em crise tenta invadir casa de ex-companheira na noite de sábado

Homem em crise tenta invadir casa de ex-companheira na noite de sábado

Mulher estava sendo ameaçada e injuriada por ex. Vítima relata que durante relacionamento, homem tinha crises extremas de ciúmes, inclusive quebrando objetos.

Mulher estava sendo ameaçada e injuriada por ex. Vítima relata que durante relacionamento, homem tinha crises extremas de ciúmes, inclusive quebrando objetos.

20/11/2023 | Tempo de leitura: 2 min

20/11/2023 - Tempo de leitura: 2 min

Ilustração

Vítima alega que é perseguida, ameaçada e injuriada por ex

Uma mulher de 46 anos, identificada como GGNU, sofreu um pesadelo na noite de sábado, alguns minutos antes da meia-noite, quando, em crise, ex-companheiro agressivo tentou invadir sua casa. O homem, TAFM, teria arrombado o portão da residência e quebrado o vidro na tentativa de adentrar. Somente foi embora quando foi avisado sobre a PM a caminho. O ataque aconteceu na rua Antônio de Godoy, no Vila Industrial, em Araçatuba.

A vítima relatou à polícia que ela e o acusado viveram juntos por cerca de três anos, tendo uma relação harmônica no começo. Porém, com o passar do tempo, TAFM teria começado a ter crises de ciúmes e domínio sobre ela. O acusado é ex-usuário de entorpecentes, segundo relatou GGNU.

Com quatro meses de namoro, o então companheiro foi morar em sua casa. Mas, a situação ficou conturbada quando em uma crise severa de ciúmes, TAFM teria quebrado alguns objetos da casa da companheira. Após isso, eles não residiram mais juntos, porém continuando com o namoro.

Em meados de abril deste ano, o indiciado voltou a ter crises de ciúmes, quebrando pertences da mulher e a injuriando e ameaçando. Na época, a vítima abriu boletim de ocorrência e solicitou medidas protetivas. Todavia, algum tempo depois o casal se reconciliou e as medidas foram retiradas.

Algum tempo depois, após mais uma crise, GGNU então decidiu colocar um fim na relação. Desde então, afirma que, mesmo em um novo relacionamento, TAFM continua a lhe perseguir em locais que frequenta. Envia mensagens ameaçadoras, dizendo que se a mulher estiver em uma nova relação, lhe fará mal.

Ofensas de baixo calão também lhe são dirigidas. Em uma das mensagens, o acusado menciona que a vítima é "velha, imundície" e "pior que os travestis de esquina".

Na noite de sábado, às 23h58, TAFM foi até a casa da vítima de moto, conseguiu arrombar o portão e quebrou o vidro da porta da casa, na tentativa de entrar no local. O homem somente desistiu e fugiu quando soube que a PM estava a caminho.

No local, havia marcas de sangue, provavelmente do autor, que deve ter se machucado na tentativa de arrombamento. Uma medida protetiva de urgência foi feita pela vítima, temendo novos ataques.

Uma mulher de 46 anos, identificada como GGNU, sofreu um pesadelo na noite de sábado, alguns minutos antes da meia-noite, quando, em crise, ex-companheiro agressivo tentou invadir sua casa. O homem, TAFM, teria arrombado o portão da residência e quebrado o vidro na tentativa de adentrar. Somente foi embora quando foi avisado sobre a PM a caminho. O ataque aconteceu na rua Antônio de Godoy, no Vila Industrial, em Araçatuba.

A vítima relatou à polícia que ela e o acusado viveram juntos por cerca de três anos, tendo uma relação harmônica no começo. Porém, com o passar do tempo, TAFM teria começado a ter crises de ciúmes e domínio sobre ela. O acusado é ex-usuário de entorpecentes, segundo relatou GGNU.

Com quatro meses de namoro, o então companheiro foi morar em sua casa. Mas, a situação ficou conturbada quando em uma crise severa de ciúmes, TAFM teria quebrado alguns objetos da casa da companheira. Após isso, eles não residiram mais juntos, porém continuando com o namoro.

Em meados de abril deste ano, o indiciado voltou a ter crises de ciúmes, quebrando pertences da mulher e a injuriando e ameaçando. Na época, a vítima abriu boletim de ocorrência e solicitou medidas protetivas. Todavia, algum tempo depois o casal se reconciliou e as medidas foram retiradas.

Algum tempo depois, após mais uma crise, GGNU então decidiu colocar um fim na relação. Desde então, afirma que, mesmo em um novo relacionamento, TAFM continua a lhe perseguir em locais que frequenta. Envia mensagens ameaçadoras, dizendo que se a mulher estiver em uma nova relação, lhe fará mal.

Ofensas de baixo calão também lhe são dirigidas. Em uma das mensagens, o acusado menciona que a vítima é "velha, imundície" e "pior que os travestis de esquina".

Na noite de sábado, às 23h58, TAFM foi até a casa da vítima de moto, conseguiu arrombar o portão e quebrou o vidro da porta da casa, na tentativa de entrar no local. O homem somente desistiu e fugiu quando soube que a PM estava a caminho.

No local, havia marcas de sangue, provavelmente do autor, que deve ter se machucado na tentativa de arrombamento. Uma medida protetiva de urgência foi feita pela vítima, temendo novos ataques.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.