NUTRIÇÃO

Alimentação natural para pets traz inúmeros benefícios

Por Nathália Sousa |
| Tempo de leitura: 4 min
Arquivo pessoal
Gilberto Vanderlei Santos Ferreira oferece alimentos naturais para a Maia e percebe mais bem-estar
Gilberto Vanderlei Santos Ferreira oferece alimentos naturais para a Maia e percebe mais bem-estar

Uma tendência atual para nutrição de animais de estimação, principalmente cachorros, é a alimentação natural, quando produtos naturais são oferecidos aos bichinhos no lugar da ração. Este tipo de alimentação costuma ser mais trabalhoso, por exigir um preparo, e também pode ser mais caro, mas traz inúmeros benefícios aos animais.

Introduzindo alimentação natural para a cadelinha Maia, o ferramenteiro Gilberto Vanderlei Santos Ferreira, de 49 anos, vem oferecendo outros alimentos junto com a ração. “Estamos com a Maia desde quando ela tinha 60 dias. Hoje ela vai fazer seis anos, então sempre fomos muito preocupados com a alimentação dela, principalmente pelo fato dela já ter tido que tomar suplemento para nutrição. Ela foi acostumada com ração desde pequena, mas, de um tempo para cá, parece que enjoou de comer todos os dias e estava apresentando muitas alergias. Então, começamos a introduzir a alimentação natural aos poucos, com frango desfiado, carnes vermelhas cruas, cenoura e ovo cru.”

Gilberto diz que as alergias da Maia melhoraram com a mudança nutricional. “Principalmente em relação às alergias e coceiras que ela apresentava. Uma alergia que era bem evidente, era uma coceirinha que ela tinha no ouvido, ficava bem vermelho e com casquinhas na região. Diminuiu bastante”, relata.

Já sobre o valor, Gilberto diz que acabou havendo um aumento, pois os alimentos são oferecidos junto com a ração e não em substituição. “Ficou mais caro porque a gente não deixou de dar a ração, acrescentamos mais itens na alimentação. Costumávamos gastar R$ 100 reais por mês, com ração e petiscos. Agora, acho que já subiu para R$ 150, R$ 170”, estima.

PROFISSIONAL

Veterinária especialista em reabilitação animal, com acupuntura e fisioterapia, e nutrição animal, Camila Borelli Nascimento explica que há aumento deste tipo de dieta para pets, reflexo da mudança de atitude dos tutores em relação ao bem-estar dos bichinhos. “É um reflexo de uma maior conscientização sobre a saúde e bem-estar dos animais, preocupações com a qualidade dos ingredientes nas rações comerciais, e uma tendência cultural de humanização dos pets. O mercado de pet food tem respondido a essa demanda com uma oferta crescente de produtos e serviços especializados, enquanto estudos científicos e recomendações de profissionais de saúde animal continuam a apoiar os benefícios de uma dieta natural e balanceada.”

A veterinária alerta, porém, sobre o cuidado ao montar uma dieta natural animal. “É essencial que essas dietas sejam planejadas e monitoradas com o auxílio de veterinários ou nutricionistas animais, garantindo que todas as necessidades nutricionais dos pets sejam atendidas. A supervisão profissional ajuda a evitar deficiências e a assegurar que a alimentação contribua efetivamente para o bem-estar dos animais.”

A veterinária diz que a alimentação natural deve ser planejada da montagem da dieta ao preparo dos alimentos. “A alimentação natural para cães, composta por ingredientes como arroz, legumes e carne, pode proporcionar inúmeros benefícios à saúde, desde que preparada de maneira adequada. No entanto, é essencial seguir certas diretrizes para garantir que a dieta seja equilibrada e atenda às necessidades nutricionais do animal.”

Espécie, idade, peso e tamanho, nível de atividade e saúde do animal devem ser levados em consideração. “Montar uma dieta com alimentos naturais para um animal envolve uma série de considerações para garantir que todas as necessidades nutricionais sejam atendidas. O processo é meticuloso e exige conhecimento sobre os requisitos dietéticos específicos de cada espécie e indivíduo.”

VEGETARIANOS E VEGANOS

Camila Borelli Nascimento diz que a alimentação sem proteína animal não é indicada para gatos e pode ser prejudicial para a saúde dos bichanos. “Gatos são estritamente carnívoros, o que significa que requerem uma dieta rica em proteínas de origem animal para atender suas necessidades nutricionais. Componentes essenciais como a taurina, a vitamina A pré-formada (retinol) e o ácido araquidônico são encontrados naturalmente em carnes e são cruciais para a saúde felina. Uma dieta natural para gatos pode ser benéfica, mas deve ser cuidadosamente formulada para evitar deficiências nutricionais. É recomendado que essa dieta seja elaborada e supervisionada por um veterinário ou nutricionista animal especializado, para garantir que todos os requisitos dietéticos sejam atendidos.”

Já para cães, a alimentação vegetariana e vegana pode ser implementada com suplementação. “Cães podem seguir uma dieta vegetariana que inclui ovos e laticínios, além de alimentos vegetais. Esses produtos de origem animal podem ajudar a fornecer nutrientes essenciais que podem ser mais difíceis de obter exclusivamente de fontes vegetais. A dieta vegana para cães exclui todos os produtos de origem animal e depende inteiramente de ingredientes vegetais. Isso pode ser mais desafiador, mas ainda é possível se a dieta for cuidadosamente planejada e suplementada”, alerta.

Comentários

Comentários