DIG DE JUNDIAÍ

Suspeitos de matar idoso após tentativa de roubo são presos

Por Fábio Estevam | Polícia
| Tempo de leitura: 2 min
DIVULGAÇÃO/REPRODUÇÃO
Os dois foram trazidos para a DIG de Jundiaí e permanecerão presos
Os dois foram trazidos para a DIG de Jundiaí e permanecerão presos

Dois suspeitos de matar um idoso de 62 anos após uma tentativa de roubo de moto em Campo Limpo Paulista em outubro do ano passado, foram presos nesta quinta-feira (20), em Francisco Morato, mediante cumprimento de mandado de prisão temporária. Ambos foram presos por policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), de Jundiaí, e Setor de Investigações Gerais (SIG), de Franco da Rocha. As prisões foram comemoradas pela policia, diante da complexidade em capturar os investigados, uma vez que durante todo esse tempo eles vinham mudando seguidas vezes de endereço, dificultando a captura.

De acordo com o delegado-assistente Roberto Souza Camargo, o primeiro dos suspeitos foi preso pela SIG. "Após esta prisão, os policiais da DIG e da SIG conseguiram prender o outro indiciado, que tinha mandado de prisão em aberto", disse ele. "Muitos dos roubos de moto na Máximo Zamboto, entre Campo Limpo e Jarinu, estão sendo praticados por ladrões de Morato e Franco. Por isso, nossas investigações já há algum tempo têm tido colaboração dos policiais da SIG, com quem temos trocado muitas informações. E justamente por conta dessa troca, a SIG acabou conseguindo prender esse primeiro suspeito", completou o delegado Marcel Fehr.

Tão logo capturou o primeiro, a polícia de Franco da Rocha comunicou a DIG de Jundiaí, que enviou uma equipe ao local. A partir desta prisão, foi possível chegar ao outro procurado. "Nós fomos até este outro endereço, onde já havíamos estado em outra ocasião em que não conseguimos encontrá-lo. Isso, aliás, aconteceu mais de uma vez com os dois investigados, uma vez que eles vinham mudando constantemente de residência, inclusive de cidade, o que vinha dificultando a prisão", falou Fehr.

Roberto Camargo também comemorou as prisões, não só pela dificuldade, mas porque "ambos os suspeitos presos são considerados de alta periculosidade".

As duas prisões põe fim ao inquérito policial, que será relatado à Justiça, com pedido de mandado de prisão preventiva de ambos.

O CRIME

O crime aconteceu no dia 8 de outubro do ano passado, quando a vítima e sua esposa estavam trafegando em uma moto de alta cilindrada, pela rodovia Máximo Zamboto, entre Jarinu e Campo Limpo. Os ladrões abordaram o casal e anunciaram o roubo, mas a vítima não cedeu e se tentou fugir.

Quando chegou em Campo Limpo, o casal ficou preso no trânsito e foi alcançado pelos bandidos. "Nesse momento eles não tentaram mais roubar a moto. O que estava na garupa simplesmente se virou e atirou no peito da vítima, para matá-lo, motivo pelo qual estão sendo indiciados por tentativa de roubo majorado e homicídio qualificado, uma vez que foram crimes distintos", explicou Fehr.

Comentários

Comentários