EM JUNDIAÍ

Aluna do Gandra desaparece após mensagem: 'vai ficar tudo bem'

Por Fábio Estevam | Polícia
| Tempo de leitura: 1 min
JORNAL DE JUNDIAÍ
O caso foi registrado no Plantão Policial
O caso foi registrado no Plantão Policial

Uma aluna da Escola Estadual Antenor Soares Gandra, em Jundiaí, de 17 anos, foi dada como desaparecida pelos pais, no final da noite desta quarta-feira (19), após não esperar seu pai buscá-la na escola e depois de uma troca de mensagens suspeita.

De acordo com o pai relatou à polícia, todos os dias após o trabalho ele vai até a escola, que fica na rua Barão de Jundiaí, no Centro, para buscá-la. Porém, na noite desta quarta, ele ficou no portão da unidade escolar aguardando a filha sair, o que não aconteceu ao final das aulas. Após todos os alunos saírem e o portão da escola ser fechado, ele ligou para a esposa questionando se a filha havia ido embora mais cedo. Diante da negativa, ele e a esposa entraram em pânico.

Eles então enviaram mensagem para a filha, via WhatsApp, e ela respondeu que estava indo a pé para casa. Isso, porém, não aconteceu. Às 23h38, ela enviou uma mensagem ao seu irmão, com a frase: "não se preocupe, vai ficar tudo bem". Após isso a menina cortou contato, não enviando e nem mais recebendo mensagens.

O pai acionou a Polícia Militar e Guarda Municipal, informando as características dela, bem como registrou o Boletim de Ocorrência de desaparecimento.

NOTA: O nome e a foto da vítima somente serão publicados com autorização da família. A reportagem enviou mensagem no messenger (único contato conseguido) do pai e aguarda resposta.

Comentários

Comentários