FUTEBOL

Para Abel, Palmeiras melhorou sem Endrick e companhia

da Folhapress
| Tempo de leitura: 3 min
Palmeiras
Abel admitiu que o rendimento da equipe melhorou e pensou que as baixas seriam mais sentidas
Abel admitiu que o rendimento da equipe melhorou e pensou que as baixas seriam mais sentidas

O Palmeiras vem embalado por uma sequência inédita no ano. Após a vitória sobre o Juventude, Abel Ferreira se disse surpreso com a reação às saídas recentes e falou sobre o retorno de Dudu, que terá de remar nesta volta ao time.

O Alviverde embalou a sua quinta vitória consecutiva, feito que não se repetia há oito meses. A equipe ostenta a maior série de triunfos entre os times do Brasileiro.

Coincidência ou não, a sequência 100% ocorre após a saída de Endrick - além de Luís Guilherme e Luan. O atacante de 17 anos se despediu no empate sem gols com o San Lorenzo, e o Palmeiras venceu os cinco compromissos seguintes, contra Criciúma, Vasco, Atlético-MG, Bragantino e Juventude.

Abel admitiu que o rendimento da equipe melhorou e pensou que as baixas seriam mais sentidas. Ele deu a declaração ao comentar as chegadas de reforços. Felipe Anderson já foi confirmado, enquanto Maurício e Agustin Giay devem ser anunciados em breve.

"Pensei que a equipe ia sentir mais a falta desses que saíram. Se eu disser que a equipe melhorou, é o que é. Às vezes pensamos uma coisa, e a equipe melhorou. (...) Venham preparados a lutar por um lugar, porque os marinheiros que assumiram estão remando bem", disse o técnico alviverde.

E Dudu?

Se "os marinhos que assumiram estão remando bem", Dudu terá de remar mais para voltar ao time titular. Abel destacou a volta do camisa 7, mas disse que o atacante terá de "dar a vida" e entrar já com o "comboio andando". O jogador foi acionado na reta final da partida e retornou aos gramados após dez meses da grave lesão no joelho.

O treinador destacou que não há privilégios no Palmeiras e ponderou que fará o que puder para o camisa 7 recuperar ritmo de jogo. Dudu ficou dois jogos sem ser utilizado no banco de reservas até ter seus primeiros minutos na temporada.

"É importantíssimo Dudu ter entrado, importantíssimo ele perder o medo, e sempre que possível vamos fazer com que ele tenha uma sequencia de jogos, entrar 15, 20 minutos, para que realmente consiga voltar à forma dele. Mas não posso não deixar de dizer que ele vai entrar com o comboio já andando. Ele tem que dar a vida, apanhar o comboio. Sempre que pudermos, vamos ajudá-lo. Ninguém tem privilégios aqui, dou tratamento igual a todos", disse Abel.

Outra mensagem passada por Abel foi sobre Flaco López. O atacante de 23 anos marcou o primeiro gol na vitória contra o Juventude, balançando a rede pela segunda vez nos últimos três jogos.

O treinador revelou que disse ao jogador que buscaria um centroavante caso o argentino não mostrasse "toda a qualidade que tem". Artilheiro do clube no ano, com 13 gols, Flaco passou por um jejum de dois meses. Abel exaltou o camisa 42 e afirmou que ele tem potencial para chegar à seleção argentina.

"Não falei [para a diretoria] que precisava de um centroavante, falei ao López que se ele não mostrasse toda a qualidade que tem, aí eu ia procurar um centroavante. Ele é um jogador que tem a crescer. Ele é muito jovem comparado a outros da posição, acredito mesmo que ele vai chegar à seleção argentina. Não tem lá um outro jogador com características dele", falou o treinador. "Gostamos muito dele. [Contra o Juventude] vimos onde é extremamente forte, quando o cruzamento entra, no ar ele é fortíssimo. Estamos muito contentes com López, Rony, Lázaro, e não é posição em que estamos preocupados mesmo com Endrick saindo. Mais cedo ou mais tarde, se ele mostrar sua vontade e o sangue argentino que corre em suas veias, pode chegar à seleção."

Fale com o GCN/Sampi!
Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Comentários

Comentários