DEFESA

DEFESA

Vídeo com imagens de João Paulo tenta provar inocência do ex-jogador

Vídeo com imagens de João Paulo tenta provar inocência do ex-jogador

Imagens mostram o ex-jogador 1'37' após fuga de bandidos que atacaram o BB, a cerca de 100 metros do local do crime. VEJA.

Imagens mostram o ex-jogador 1'37' após fuga de bandidos que atacaram o BB, a cerca de 100 metros do local do crime. VEJA.

Por Igor Araújo | 01/11/2023 | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Por Igor Araújo
da Redação

01/11/2023 - Tempo de leitura: 2 min

WhatsApp/GCN

Ex-jogador João Paulo de Castro Ferreira pouco tempo após o crime, em rua aos fundos da agência atacada

Um vídeo com imagens do ex-jogador João Paulo de Castro Ferreira, de 40 anos, ganhou as redes sociais nesta quarta-feira, 1º, na tentativa de provar sua inocência. Ele é acusado de participar do crime que terminou com a morte de um vigilante de 49 anos, na agência do Banco do Brasil na Vila Aparecida, em Franca, na manhã do dia 10 de outubro. Veja o vídeo no final deste texto.

O vídeo mostra o ex-jogador passando pela rua Minas Gerais 1 minuto e 37 segundos, de acordo com o relógio de câmeras de segurança, após a fuga de dois bandidos pelos telhados de uma casa aos fundos de uma agência.

Nas imagens, é possível ver João Paulo e um outro homem passando pela rua, ambos olhando constantemente para trás. O ex-jogador e o rapaz ao seu lado usavam roupas diferentes das que vestiam os homens flagrados no telhado.

Eles estavam a cerca de 100 metros do local do crime, em linha reta, segundo o Google Maps.

No mesmo vídeo, é possível ver um homem pulando o muro de uma casa nos fundos da agência bancária. Não se sabe, porém, se é um dos dois bandidos filmados pelas câmeras do banco, cerca de um minuto e meio antes.

Nas imagens divulgadas nas redes sociais, há as legendas: "João Paulo é inocente. João Paulo tem 1,85 de altura, 110 kg, destro, joelho lesionado". Na sequência, destaca-se que o bandido em fuga está segurando o revólver com a mão esquerda e mostra o horário da fuga - 9h43min28s - e depois mostra João Paulo na rua Minas Gerais, destacando o horário: 9h45min05seg.

O vídeo termina com a novo texto: "João estava na rua da casa dele com roupas diferentes no mesmo horário do acontecido no banco. Justiça seja feita. João Paulo não pode pagar pelo que não cometeu".

Nessa segunda-feira, 30, quando um segundo suspeito do crime foi preso, o delegado Márcio Murari, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), que comanda as investigações, disse não ter dúvida da participação de quatro pessoas no ataque seguido de morte. Todos tiveram a prisão preventiva decretada pela polícia.

A reportagem apurou que os quatro suspeitos são:
• João Paulo de Barros Carvalho do Carmo, de 31 anos (preso no dia do crime);
• Deivid Roberto Alves Marcelo, de 35 anos (se entregou à polícia nesta segunda-feira, 30);
• Cleiton Lemos de Santana, 39 anos (foragido); e
• João Paulo de Castro Ferreira, 40 anos (ex-jogador foragido.

João Paulo continua foragido. Nessa terça-feira, 31, seu advogado disse que o ex-jogador é inocente.

Um vídeo com imagens do ex-jogador João Paulo de Castro Ferreira, de 40 anos, ganhou as redes sociais nesta quarta-feira, 1º, na tentativa de provar sua inocência. Ele é acusado de participar do crime que terminou com a morte de um vigilante de 49 anos, na agência do Banco do Brasil na Vila Aparecida, em Franca, na manhã do dia 10 de outubro. Veja o vídeo no final deste texto.

O vídeo mostra o ex-jogador passando pela rua Minas Gerais 1 minuto e 37 segundos, de acordo com o relógio de câmeras de segurança, após a fuga de dois bandidos pelos telhados de uma casa aos fundos de uma agência.

Nas imagens, é possível ver João Paulo e um outro homem passando pela rua, ambos olhando constantemente para trás. O ex-jogador e o rapaz ao seu lado usavam roupas diferentes das que vestiam os homens flagrados no telhado.

Eles estavam a cerca de 100 metros do local do crime, em linha reta, segundo o Google Maps.

No mesmo vídeo, é possível ver um homem pulando o muro de uma casa nos fundos da agência bancária. Não se sabe, porém, se é um dos dois bandidos filmados pelas câmeras do banco, cerca de um minuto e meio antes.

Nas imagens divulgadas nas redes sociais, há as legendas: "João Paulo é inocente. João Paulo tem 1,85 de altura, 110 kg, destro, joelho lesionado". Na sequência, destaca-se que o bandido em fuga está segurando o revólver com a mão esquerda e mostra o horário da fuga - 9h43min28s - e depois mostra João Paulo na rua Minas Gerais, destacando o horário: 9h45min05seg.

O vídeo termina com a novo texto: "João estava na rua da casa dele com roupas diferentes no mesmo horário do acontecido no banco. Justiça seja feita. João Paulo não pode pagar pelo que não cometeu".

Nessa segunda-feira, 30, quando um segundo suspeito do crime foi preso, o delegado Márcio Murari, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), que comanda as investigações, disse não ter dúvida da participação de quatro pessoas no ataque seguido de morte. Todos tiveram a prisão preventiva decretada pela polícia.

A reportagem apurou que os quatro suspeitos são:
• João Paulo de Barros Carvalho do Carmo, de 31 anos (preso no dia do crime);
• Deivid Roberto Alves Marcelo, de 35 anos (se entregou à polícia nesta segunda-feira, 30);
• Cleiton Lemos de Santana, 39 anos (foragido); e
• João Paulo de Castro Ferreira, 40 anos (ex-jogador foragido.

João Paulo continua foragido. Nessa terça-feira, 31, seu advogado disse que o ex-jogador é inocente.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

3 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • observador
    02/11/2023
    QUE ARGUMENTO DE DEFESA MAIS FAXUTO...AFFFFF
  • observador
    01/11/2023
    RAPAZ!! TA CERTO ISSO?
  • fernanda
    01/11/2023
    Uai gente, se é inocente pq esta foragido, quem não deve não teme....ou quem tem cú tem medo????