ESTUPRO

ESTUPRO

Polícia prende acusado de estuprar por dois anos sobrinha de 12, na região de Franca

Polícia prende acusado de estuprar por dois anos sobrinha de 12, na região de Franca

O estupro começou quando a menina tinha apenas 10 anos, permanecendo até os 12.

O estupro começou quando a menina tinha apenas 10 anos, permanecendo até os 12.

Por Karla Rodrigues | 26/10/2023 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Por Karla Rodrigues
da Redação

26/10/2023 - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação

O homem foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Ituverava

Um homem foi preso em Ituverava, a 70 km de Franca, acusado de estuprar a sobrinha de 12 anos. O crime de estupro de vulnerável foi denunciado pelo pai e, após investigação, a Justiça expediu o mandado de prisão preventiva, cumprido pela Delegacia de Polícia da cidade na semana passada.

De acordo com as investigações, a menina sofria a violência sexual desde os 10 anos. Foram dois anos vivenciando os abusos, descoberto pelo pai há cerca de dois meses.

A violência sexual só foi notada após a criança se mudar para a casa do pai, localizada em outra cidade. Depois da mudança, o tio dela passou a mandar conteúdos eróticos pelo WhatsApp. Quando soube da situação, o pai realizou a denúncia para a Polícia Civil de Ituverava, que iniciou a investigação.

Com as provas do crime, o juiz acolheu a representação policial e expediu mandado de prisão preventiva, o qual foi imediatamente cumprido. O homem foi encaminhado para a Cadeia Pública de Franca, onde ficou à disposição da Justiça Criminal.

Um homem foi preso em Ituverava, a 70 km de Franca, acusado de estuprar a sobrinha de 12 anos. O crime de estupro de vulnerável foi denunciado pelo pai e, após investigação, a Justiça expediu o mandado de prisão preventiva, cumprido pela Delegacia de Polícia da cidade na semana passada.

De acordo com as investigações, a menina sofria a violência sexual desde os 10 anos. Foram dois anos vivenciando os abusos, descoberto pelo pai há cerca de dois meses.

A violência sexual só foi notada após a criança se mudar para a casa do pai, localizada em outra cidade. Depois da mudança, o tio dela passou a mandar conteúdos eróticos pelo WhatsApp. Quando soube da situação, o pai realizou a denúncia para a Polícia Civil de Ituverava, que iniciou a investigação.

Com as provas do crime, o juiz acolheu a representação policial e expediu mandado de prisão preventiva, o qual foi imediatamente cumprido. O homem foi encaminhado para a Cadeia Pública de Franca, onde ficou à disposição da Justiça Criminal.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.