HISTÓRIA

HISTÓRIA

Cachaça Barra Grande faz lançamento especial em homenagem a pioneiro

Cachaça Barra Grande faz lançamento especial em homenagem a pioneiro

A edição especial do novo rótulo terá como tema Alceu Figueiredo, um dos destaques do ramo no Brasil.

A edição especial do novo rótulo terá como tema Alceu Figueiredo, um dos destaques do ramo no Brasil.

Por Jéssica Reis | 18/09/2023 | Tempo de leitura: 2 min
da Redação
GCN/ Rede Sampi

Por Jéssica Reis
da Redação

18/09/2023 - Tempo de leitura: 2 min
GCN/ Rede Sampi

Divulgação

Edição especial da Cachaça Barra Grande: homenagem ao empresário Alceu Figueiredo

A Cachaça Barra Grande, produzida no engenho da Fazenda Barra Grande, em Itirapuã, anunciou uma edição especial em homenagem a Alceu Figueiredo, um dos pioneiros na produção de cachaça no país.edição especial foi criada em comemoração ao Dia Nacional da Cachaça, que foi celebrado em 13 de setembro.

A produção é feita com a cana java, uma das primeiras variedades de cana a chegar no Brasil, vinda da ilha de Java na Indonésia. O nome é em homenagem à 3ª geração da família Figueiredo à frente do engenho. Ele nasceu em 1910 e morreu no ano 2000.

“Simples, carismático, culto e de boa prosa, Alceu Figueiredo sempre foi um grande anfitrião que, com seu pioneirismo e liderança, lançou em 1950 o primeiro rótulo comercial da Cachaça Barra Grande”, conta o empresário Maurílio Figueiredo Cristófani, que atualmente comanda o Engenho Barra Grande e é sobrinho neto do homenageado.

No histórico do homenageado está o gosto por uma cachaça com graduação alcóolica alta, que preserva ainda mais os aromas primários da cana. Por essa razão, o destilado em sua homenagem tem volume alcoólico de 48% e para que os aromas e as nuances da cana Java ficassem mais evidentes aos paladares mais apurados, a bebida não passou por maturação em tonéis.

“A Cachaça Alceu Figueiredo é uma cachaça para degustar com nostalgia e brindar ao legado de quem foi marcante na história da Barra Grande. Produzimos essa edição especial com cana Java e 48% volume alcóolico, do jeito que ele gostava”, revela o empresário.

A cana Java

O processo para a produção do novo rótulo da Barra Grande começou com o plantio da Cana Java, uma das primeiras variedades de cana a chegar ao Brasil, vinda da ilha de Java, na Indonésia. Para o cultivo de uma quantidade satisfatória para a elaboração da cachaça, Cristófani foi até a região de Salinas/MG e conseguiu alguns toletes da cana. Após quatro anos de cultivo, foi formado um pequeno talhão com o qual foi possível produzir a Edição Especial da Cachaça Alceu Figueiredo.

A Cachaça Barra Grande, produzida no engenho da Fazenda Barra Grande, em Itirapuã, anunciou uma edição especial em homenagem a Alceu Figueiredo, um dos pioneiros na produção de cachaça no país.edição especial foi criada em comemoração ao Dia Nacional da Cachaça, que foi celebrado em 13 de setembro.

A produção é feita com a cana java, uma das primeiras variedades de cana a chegar no Brasil, vinda da ilha de Java na Indonésia. O nome é em homenagem à 3ª geração da família Figueiredo à frente do engenho. Ele nasceu em 1910 e morreu no ano 2000.

“Simples, carismático, culto e de boa prosa, Alceu Figueiredo sempre foi um grande anfitrião que, com seu pioneirismo e liderança, lançou em 1950 o primeiro rótulo comercial da Cachaça Barra Grande”, conta o empresário Maurílio Figueiredo Cristófani, que atualmente comanda o Engenho Barra Grande e é sobrinho neto do homenageado.

No histórico do homenageado está o gosto por uma cachaça com graduação alcóolica alta, que preserva ainda mais os aromas primários da cana. Por essa razão, o destilado em sua homenagem tem volume alcoólico de 48% e para que os aromas e as nuances da cana Java ficassem mais evidentes aos paladares mais apurados, a bebida não passou por maturação em tonéis.

“A Cachaça Alceu Figueiredo é uma cachaça para degustar com nostalgia e brindar ao legado de quem foi marcante na história da Barra Grande. Produzimos essa edição especial com cana Java e 48% volume alcóolico, do jeito que ele gostava”, revela o empresário.

A cana Java

O processo para a produção do novo rótulo da Barra Grande começou com o plantio da Cana Java, uma das primeiras variedades de cana a chegar ao Brasil, vinda da ilha de Java, na Indonésia. Para o cultivo de uma quantidade satisfatória para a elaboração da cachaça, Cristófani foi até a região de Salinas/MG e conseguiu alguns toletes da cana. Após quatro anos de cultivo, foi formado um pequeno talhão com o qual foi possível produzir a Edição Especial da Cachaça Alceu Figueiredo.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.