Um portal afiliado à rede

Um portal afiliado à rede

07 de dezembro de 2022

IMPASSE

IMPASSE

Francano compra pacote turístico antecipado, mas empresa diz que não há voo na promoção

Francano compra pacote turístico antecipado, mas empresa diz que não há voo na promoção

Willian Leite Ferreira comprou passagens e estadias em junho de 2021, para viagem de três pessoas em outubro deste ano, porém até agora não recebeu confirmação de voo e hotel.

Willian Leite Ferreira comprou passagens e estadias em junho de 2021, para viagem de três pessoas em outubro deste ano, porém até agora não recebeu confirmação de voo e hotel.

Por Hevertom Talles | 23/09/2022 | Tempo de leitura: 4 min
da Redação

Por Hevertom Talles
da Redação

23/09/2022 - Tempo de leitura: 4 min

Arquivo Pessoal

Willian Leite Ferreira, mãe e amigo: frustração no planejamento de viagem de turismo a Cancún

Planejar uma viagem, pagar e esperar o dia tão esperado, até aí estava tudo indo bem, mas agora bate o desespero com a falta de confirmação de reservas de voos e hotel. E para piorar, a empresa, a Hurb (ex-Hotel Urbano), afirma através de e-mail que não está encontrando voos dentro do tarifário promocional contratado.

O assistente jurídico Willian Leite Ferreira, de 25 anos, realizou a compra de pacotes de viagem All Inclusive para Cancún, no México, no dia 22 de junho do ano passado para três pessoas. Um investimento de aproximadamente R$ 13 mil, somando passeios locais. Planejou fazer a primeira viagem internacional com a mãe e um amigo para o mês de outubro deste ano, mas teme que não conseguirão realizar a viagem programada.

Os três aguardavam a confirmação dos voos e do hotel por volta do dia 15 de agosto, porém a empresa não encaminhou até agora as informações relativas às reservas e voos. Desde então, ele espera por um posicionamento da empresa.

“A viagem estava marcada para outubro, e o modelo de compra deles é uma viagem chamada flexível. Você compra as passagens, e pode escolher uma data posterior, e faltando 45 dias mais ou menos para a viagem designada eles marcam a viagem", explica Willian.

Acreditando que tudo ocorreria bem, "compramos até outros passeios, lá mesmo em Cancún, gastamos mais, e recentemente chegou a data próxima da nossa tão esperada viagem, que seria agora dia 20 de outubro. Chegou o dia deles mandarem os nossos voos, e eles não mandaram, ficamos surpreendidos, e aí começa a dor de cabeça”, aponta.

Segundo o relato, ele procurou a empresa, que pediu um prazo de 15 dias para uma decisão sobre a situação da compra. Após uma espera de 30 dias, veio um e-mail afirmando que a Hurb não estaria encontrando disponibilidade de voos tarifários promocionais para os próximos meses e sugeriu as três seguintes opções: enviar novas datas para 2023; converter o pacote pago em "Hurb Crédito" ou cancelar o pacote e receber o estorno em 60 dias úteis.

Durante a espera da posição da empresa, veio mais uma surpresa. “A gente descobriu que precisaria do visto para entrar no México no próximo mês, algo que não precisava antes, e para agendar (Consulado do México) é algo que fica difícil, pois precisa das datas de voos. Depois de tudo isso, e desse problema que está, a bomba estoura, a gente procura na internet e são notícias atrás de notícias que inúmeras pessoas não estão conseguindo viajar pelo mesmo problema”, disse Willian.

Chateado com toda a situação, o analista afirma que planejou a viagem com carinho e que a mãe havia programado as férias no trabalho, e agora também está a mercê da empresa. Os três viajantes ainda não decidiram o que vão fazer – se remarcam a viagem para o ano que vem acreditando que possam viajar, ou se acionam um advogado contra a empresa para que ela cumpra o prometido na venda.

Posicionamento da Hurb
A Hurb respondeu que oferece aos seus clientes quatro tipos de pacotes, e no caso do Willian a modalidade escolhida foi a de pacote de data flexível, "que permite que o viajante possa ter a experiência no momento mais conveniente e oportuno". Segundo a empresa, "no caso do referido cliente, por dificuldades em encontrar o tarifário promocional, ele recebeu as três opções que a empresa vem oferecendo: estorno, cancelamento em crédito ou adiamento para 2023. Especificamente sobre esse viajante, ele ainda não confirmou novas datas para o ano que vem e a empresa aguarda o retorno dele”.

"A empresa vem crescendo, possui um caixa sólido e segue operando. Na medida em que a empresa cresceu muito nos últimos anos, essa alta nas reclamações era também esperada e entendida como um movimento natural. Quando olhamos a proporção de reclamações diluída no quanto a empresa cresceu ao todo, o número proporcional é, inclusive, menor do que em outros períodos", acrescentou a empresa.

A empresa declarou ainda que "estamos em uma ótima situação financeira e temos relação muito próxima com os fornecedores", prevendo inclusive crescimento de 30% em 2022. "Temos mais de mil funcionários, bem acima do patamar pré-pandemia, quando contávamos com 600. Somos uma empresa de tecnologia, focada em automação, trazendo gente de ponta para nos ajudar nesse desafio".

Reclamações
Recentemente o Ministério da Justiça notificou a empresa para que prestasse esclarecimento sobre o alto número de reclamações nos últimos meses. Os clientes realizaram reclamações no Procon e na Secretaria Nacional do Consumidor.

Registros mostram que a Senacom recebeu mais de 2.700 reclamações contra a Hurb. Já no Procon as queixa aumentaram em 70%. No site Reclama Aqui, as reclamações dos clientes no primeiro semestre deste ano foram mais de 22 mil.

Planejar uma viagem, pagar e esperar o dia tão esperado, até aí estava tudo indo bem, mas agora bate o desespero com a falta de confirmação de reservas de voos e hotel. E para piorar, a empresa, a Hurb (ex-Hotel Urbano), afirma através de e-mail que não está encontrando voos dentro do tarifário promocional contratado.

O assistente jurídico Willian Leite Ferreira, de 25 anos, realizou a compra de pacotes de viagem All Inclusive para Cancún, no México, no dia 22 de junho do ano passado para três pessoas. Um investimento de aproximadamente R$ 13 mil, somando passeios locais. Planejou fazer a primeira viagem internacional com a mãe e um amigo para o mês de outubro deste ano, mas teme que não conseguirão realizar a viagem programada.

Os três aguardavam a confirmação dos voos e do hotel por volta do dia 15 de agosto, porém a empresa não encaminhou até agora as informações relativas às reservas e voos. Desde então, ele espera por um posicionamento da empresa.

“A viagem estava marcada para outubro, e o modelo de compra deles é uma viagem chamada flexível. Você compra as passagens, e pode escolher uma data posterior, e faltando 45 dias mais ou menos para a viagem designada eles marcam a viagem", explica Willian.

Acreditando que tudo ocorreria bem, "compramos até outros passeios, lá mesmo em Cancún, gastamos mais, e recentemente chegou a data próxima da nossa tão esperada viagem, que seria agora dia 20 de outubro. Chegou o dia deles mandarem os nossos voos, e eles não mandaram, ficamos surpreendidos, e aí começa a dor de cabeça”, aponta.

Segundo o relato, ele procurou a empresa, que pediu um prazo de 15 dias para uma decisão sobre a situação da compra. Após uma espera de 30 dias, veio um e-mail afirmando que a Hurb não estaria encontrando disponibilidade de voos tarifários promocionais para os próximos meses e sugeriu as três seguintes opções: enviar novas datas para 2023; converter o pacote pago em "Hurb Crédito" ou cancelar o pacote e receber o estorno em 60 dias úteis.

Durante a espera da posição da empresa, veio mais uma surpresa. “A gente descobriu que precisaria do visto para entrar no México no próximo mês, algo que não precisava antes, e para agendar (Consulado do México) é algo que fica difícil, pois precisa das datas de voos. Depois de tudo isso, e desse problema que está, a bomba estoura, a gente procura na internet e são notícias atrás de notícias que inúmeras pessoas não estão conseguindo viajar pelo mesmo problema”, disse Willian.

Chateado com toda a situação, o analista afirma que planejou a viagem com carinho e que a mãe havia programado as férias no trabalho, e agora também está a mercê da empresa. Os três viajantes ainda não decidiram o que vão fazer – se remarcam a viagem para o ano que vem acreditando que possam viajar, ou se acionam um advogado contra a empresa para que ela cumpra o prometido na venda.

Posicionamento da Hurb
A Hurb respondeu que oferece aos seus clientes quatro tipos de pacotes, e no caso do Willian a modalidade escolhida foi a de pacote de data flexível, "que permite que o viajante possa ter a experiência no momento mais conveniente e oportuno". Segundo a empresa, "no caso do referido cliente, por dificuldades em encontrar o tarifário promocional, ele recebeu as três opções que a empresa vem oferecendo: estorno, cancelamento em crédito ou adiamento para 2023. Especificamente sobre esse viajante, ele ainda não confirmou novas datas para o ano que vem e a empresa aguarda o retorno dele”.

"A empresa vem crescendo, possui um caixa sólido e segue operando. Na medida em que a empresa cresceu muito nos últimos anos, essa alta nas reclamações era também esperada e entendida como um movimento natural. Quando olhamos a proporção de reclamações diluída no quanto a empresa cresceu ao todo, o número proporcional é, inclusive, menor do que em outros períodos", acrescentou a empresa.

A empresa declarou ainda que "estamos em uma ótima situação financeira e temos relação muito próxima com os fornecedores", prevendo inclusive crescimento de 30% em 2022. "Temos mais de mil funcionários, bem acima do patamar pré-pandemia, quando contávamos com 600. Somos uma empresa de tecnologia, focada em automação, trazendo gente de ponta para nos ajudar nesse desafio".

Reclamações
Recentemente o Ministério da Justiça notificou a empresa para que prestasse esclarecimento sobre o alto número de reclamações nos últimos meses. Os clientes realizaram reclamações no Procon e na Secretaria Nacional do Consumidor.

Registros mostram que a Senacom recebeu mais de 2.700 reclamações contra a Hurb. Já no Procon as queixa aumentaram em 70%. No site Reclama Aqui, as reclamações dos clientes no primeiro semestre deste ano foram mais de 22 mil.

4 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Joel Cândido da Silva Júnior
    24/09/2022
    Resort All Inclusive, aéreo ida e volta, em Cancúm, $13 000 para 3 pessoas? É isso mesmo? Brasileiro gosta de ser enganado mesmo, só o aéreo fica bem mais que $13 000, dólar a esse preço! Acorda pessoal, peguem o $$$ de volta (se é que vão devolver) antes que o prejuízo seja maior!
  • Sebastião
    24/09/2022
    Tá vendo como são as coisas nesse país?, se tivessem pago o pacote em dinheiro vivo, tudo já estaria resolvido.
  • Moacir
    24/09/2022
    Infelizmente minha família tbem caiu nesse mesmo golpe com o mesmo destino Lamentável o que essa empresa faz com as pessoas
  • Xing Ling
    24/09/2022
    Sinto-lhes em informar, mas provavelmente não farão essa viagem por esse preço mais. A 123milhas, que também deve ser \"parceira\" do Hurb nesse modelo de comércio, quebrou. O aumento exagerado de toda a cadeia de serviços que envolve o pacote já supera e muito o valor pago....e claro, ninguém quer perder. Processo? Vai ser mais um pra eles que já devem milhares nas costas....risco de prejuízo apenas se não aceitarem o acordo antes dessa Hurb quebrar também.