DIA DA PIZZA

Pizza, uma delícia amada pelos brasileiros

Por Andréia Marques | Especial para o Todo Dia Campinas
| Tempo de leitura: 3 min
Flávio Paradella
São mais de 34 mil pizzarias no Brasil e boa parte delas está no Estado de São Paulo.
São mais de 34 mil pizzarias no Brasil e boa parte delas está no Estado de São Paulo.

Hoje é um dia especial para os amantes da boa gastronomia, em especial aqueles que não resistem a uma fatia (ou várias) da redonda mais queridas do mundo: a pizza. Saborosa e impossível de comer um pedaço só, ela conquistou os brasileiros pelo estômago, virou paixão nacional e ganhou até uma homenagem: dia 10 de julho é o Dia Nacional da Pizza.

Clique aqui para fazer parte da comunidade do Todo Dia Campinas no WhatsApp e receber notícias em primeira mão.

A data é só uma ‘desculpa’ a mais para furar a dieta, já que o Brasil é o segundo maior consumidor da redonda, perdendo apenas para os Estados Unidos. Aqui são produzidas cerca de 2 milhões de pizzas por dia, segundo a Associação de Pizzarias Unidas do Brasil, a APUBRA. São mais de 34 mil pizzarias e boa parte delas está aqui no Estado de São Paulo.

A pizza também faz parte da história. Foi criada há milhares de anos e sua origem remete à antiga civilização da Mesopotâmia, onde os povos assírios e babilônios já consumiam uma espécie de pão achatado assado com coberturas variadas. No entanto, foi na Itália que a pizza se popularizou e se tornou um ícone da culinária mundial.

No século XVI, em Nápoles, a pizza começou a se assemelhar ao prato que conhecemos hoje. Os padeiros napolitanos adicionaram tomate à massa e, assim, a pizza margherita foi criada.

Se na Itália a tradição é mantida com sabores clássicos como margherita e calabresa, por aqui a criatividade não tem limites. Desde pizzas com inspiração em pratos brasileiros como strogonoff e cachorro quente, até combinações inusitadas como pizza de hambúrguer, tudo é possível quando se trata de experimentar novos sabores.

“Aqui no Giovannetti os clientes até podem criar as próprias pizzas. Eles chegam, falam  que querem e a gente faz. Um até pediu de berinjela com abobrinha. A gente fez e ele gostou”, contou a gerente Maria Ivanete Oliveira Pinho.

No restaurante conhecido pelos lanchinhos boca de anjo, a pizza virou estrela. “Os clientes até vão pertinho do forno para ver o pizzaiolo abrindo a massa e colocando para assar. Muitos até tiram foto”, revela.

Até os estrangeiros gostam da pizza made in Brasil “Vem muito gringo aqui e eles gostam da Italianissíma, que vai presunto parma e tomate seco. Além da massa fininha”, contou a gerente.

Tradição

Na família da Ana Paula Maciel da Silva tudo acaba em pizza, literalmente. O pai dela trabalhou nas principais pizzarias de Campinas e depois abriu a dele, a Pizzaria do Dedé. “Cresci vendo meu pai fazer pizza. Quando ele se aposentou, eu e meu marido continuamos a tocar a pizzaria. Aprendi a fazer a massa e a usar ingredientes fresquinhos,como o molho de tomate”, contou Ana Paula.

A herança do seu Dedé se multiplicou em toda a família. Além de Ana Paula, o marido também é pizzaiolo e a filha de apenas 8 anos já começou a se aventurar pelas massas. “A Anna já começou a brincar com massas. Já fez algumas”, revelou a mãe.

A pequena Anna já faz a própria receita

A paixão da família pela pizza também chegou até os clientes. São produzidas 4 mil pizzas por mês. As mais tradicionais como marguerita, portuguesa e calabresa são as mais pedidas.  Sêo Dedé também criou uma chamada Halley, em homenagem ao cometa. Vai tudo o que ele mais gosta “ Vai calabresa, lombinho canadense, milho, champignon, mussarela, manjericão e tomate”, contou Ana Paula.

E pelo visto, a pizza vai continuar a fazer parte da história da família. “Aos 88 anos, meu pai ainda vem fazer pizza de vez em quando”, disse a filha orgulhosa.

Comentários

Comentários