POLÍTICA

Flávio Paradella: O óbvio desgaste da Câmara de Campinas

Por Flávio Paradella | Especial para a Sampi Campinas
| Tempo de leitura: 4 min
Divulgação/CMC
Legislativo municipal há anos segue um ritmo cartorial, com poucas ou inexistentes discussões sobre as mazelas da metrópole.
Legislativo municipal há anos segue um ritmo cartorial, com poucas ou inexistentes discussões sobre as mazelas da metrópole.

Não foi surpresa o resultado da Pesquisa Sampi/Todo Dia/Ágili, que apontou que 80% dos eleitores ouvidos querem uma Câmara Municipal renovada para a próxima legislatura. A esmagadora maioria busca mudança em uma desgastada, mas importante esfera da democracia.

O Legislativo municipal há anos segue um ritmo cartorial, com poucas ou inexistentes discussões sobre as mazelas da metrópole. Projetos de lei do Executivo são avaliados por comissões, colocados na pauta, e votados de forma quase automática, com o líder de governo às vezes discursando antes da votação no estilo “permaneçam como estão”. Assim, a maioria dos parlamentares ‘discute’ as propostas.

Embora haja oposição e alguns membros da situação que buscam argumentos, isso é insuficiente diante do tamanho e custo da Casa de Leis, considerada pelo Tribunal de Contas (TCE) a que mais gasta do estado.

No primeiro biênio da atual legislatura, testemunhamos um dérbi de emoções, enquanto pouco se falava sobre os problemas locais. Com a pandemia, a economia em declínio e a luta política em Brasília, os discursos se nacionalizaram, polarizando-se em torno do então presidente Jair Bolsonaro. Mal se falava em Campinas.

O foco mudou após a eleição de 2022, com uma gradual movimentação em busca de temas locais, mas foram dois anos “perdidos”, em que o Executivo foi politicamente ‘poupado’.

Além disso, nesta legislatura, a Casa foi bombardeada com denúncias envolvendo o ex-presidente, suspeitas de ‘rachadinha’, e a investigação de 32 vereadores pela possibilidade de mau uso de emendas impositivas.

Recentemente, os cidadãos que acompanham as sessões não conseguem tirar conclusões claras devido à quantidade de adjetivos positivos e negativos trocados entre situação e oposição. De um lado, a proposta promete o paraíso; do outro, a implantação do inferno.

Além disso, há um amontoado de propostas de costumes e identitárias que servem apenas para acirrar os ânimos, engajar nas redes, mas que geralmente são inconstitucionais. Assim, faz sentido que 80% dos entrevistados apontem a necessidade de renovação. Embora dificilmente haja mudança pela decisão do próprio eleitor indignado, a pesquisa é um apontamento para a situação precária da importante casa legislativa de Campinas.

A surpreendente saída de Andrea

A saída de Andrea Von Zuben do Departamento de Vigilância em Saúde causou estranheza entre aqueles que acompanham a administração pública e o trabalho do DEVISA no dia a dia, mas no enfrentamento de crises sanitárias. Foi sob o comando de Von Zuben que a cidade enfrentou e foi exemplo no combate à Covid-19, o surto de Febre Maculosa e mais recentemente a pior epidemia de dengue da história.

Andrea estava na gestão do departamento desde a administração Jonas Donizette, tendo o protagonismo de anunciar medidas e ditar as regras em todas essas situações.

Agora, Andrea deixa o cargo e será substituída pela médica sanitarista Wanice Silva. Von Zuben, médica veterinária e epidemiologista, assume a Coordenadoria de Informação, ligada à presidência da Rede Mário Gatti de Urgência, Emergência e Hospitalar.

A repentina mudança gerou especulações, até mesmo pela falta de maiores detalhes e pela frieza da iniciativa. A falta de informação e deferência à Andrea soa mal e o período eleitoral só alimenta teorias.

Um afastamento do cargo para férias, uma nota oficial lacônica sobre o novo destino, porém nada mais para alguém que enfrentou as piores crises da história sanitária de Campinas. Andrea merecia mais.

Mudanças no FPX Cast nas Eleições

A entrevista com o pré-candidato do PT, Pedro Tourinho, foi remarcada para esta sexta-feira, dia 12, às 10h, ao vivo. A mudança foi necessária devido a compromissos parlamentares do petista, que será empossado deputado federal nesta semana.

A conversa sobre a candidatura e as propostas poderá ser conferida no canal do YouTube do FPX Cast em youtube.com.br/@fpxcast.

Pedro Tourinho será o segundo a participar da rodada com os pré-candidatos a prefeito de Campinas. Em 4 de julho, Wilson Matos, do Novo, abriu a série e a entrevista está disponível no canal FPX Cast. Na sequência, no dia 18, às 19h, será a vez de ouvir Rafa Zimbaldi, do Cidadania. No dia 25, também às 19h, a presença do prefeito, Dário Saadi, do Republicanos.


Flávio Paradella é jornalista, radialista e podcaster. Sua coluna é publicada na Sampi Campinas aos sábados pela manhã, com atualizações às terças e quintas-feiras. E-mail para contato com o colunista: paradella@sampi.net.br.

Comentários

Comentários