PRISÃO

Extorsão: Homem é obrigado a pagar R$ 1 mil a mais no Itatinga

Por Thiago Rovêdo | Especial para a Sampi Campinas
| Tempo de leitura: 1 min
Reprodução/Google
Caso foi atendido por policiais da DIG
Caso foi atendido por policiais da DIG

A Polícia Civil de Campinas prendeu dois homens acusados de extorsão em uma casa de prostituição no bairro Jardim Itatinga, em Campinas. O caso aconteceu na quarta-feira, 19, e a vítima foi obrigada a pagar R$ 1,2 mil - o programa custava R$ 200.

Clique aqui para fazer parte da comunidade do Portal Sampi Campinas no WhatsApp e receber notícias em primeira mão.

Segundo a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Campinas, uma testemunha denunciou o crime e os policiais foram até a casa de prostituição. Chegando ao local, a vítima já havia sido liberada após os pagamentos, e foi localizada graças aos comprovantes de transações obtidas com a máquina de cartões do local.

Os policiais levaram dez pessoas para a delegacia para prestar depoimento - entre elas estavam três mulheres que realizam atendimento no Itatinga.

"Ao serem detidos, eles não souberam explicar como chegaram ao preço. Eles tentam resgatar todo dinheiro que a vítima tem na conta naquele momento. Foram identificados vários comprovantes e outras negativas. Durante a coação, eles vão exaurindo os meios de pagamento. A vítima conta, por exemplo, que teve entre as cobranças R$ 170 por ter mentido em relação ao limite do cartão", disse o delegado Elton Costa.

A vítima foi chamada na delegacia também e reconheceu dois homens de 27 e 29 anos como sendo os autores da extorsão. Todas as outras pessoas foram liberadas.

Após o registro da ocorrência, os homens foram encaminhados à cadeia anexa do 2º DP (Distrito Policial), onde permaneceram presos à disposição da Justiça. 

Comentários

Comentários