TRÂNSITO

Mortes no trânsito têm queda 8% em Campinas

Por Andréia Marques | Especial para a Sampi
| Tempo de leitura: 1 min
Divulgação
Motociclistas continuam sendo as principais vítimas de acidentes
Motociclistas continuam sendo as principais vítimas de acidentes

Um levantamento da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) revelou que o número de mortes em acidentes de trânsito entre janeiro e abril deste ano foi de 23, representando uma queda de 8% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 25 mortes.

Clique aqui para fazer parte da comunidade do Portal Sampi Campinas no WhatsApp e receber notícias em primeira mão.

Os motociclistas continuam sendo as principais vítimas de acidentes fatais. Houve 10 óbitos de motociclistas ou garupas até abril deste ano, uma redução de 17% em comparação ao mesmo período de 2023, que teve 12 óbitos. Esses casos representaram 43,5% das mortes no trânsito no período.

Cinco pedestres perderam a vida em áreas urbanas, uma redução de 29% em relação a 2023, que registrou sete mortes. Seis óbitos de ocupantes de outros veículos foram registrados este ano, um aumento de 20% em comparação com o ano passado, que teve cinco mortes. Além disso, duas mortes de ciclistas foram registradas neste quadrimestre, em comparação a um óbito no mesmo período de 2023.

No entanto, a soma de óbitos registrados em vias urbanas e rodovias aumentou 33% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 57 vidas perdidas, com 31 dessas ocorrências em rodovias. A alta nas rodovias foi de 72% em relação a 2023, quando houve 18 mortes. Em três ocorrências, ainda não foi possível identificar o local do acidente.

Os dados preliminares fazem parte do Boletim Mensal Informativo de Óbitos no Trânsito da Emdec, divulgado na última terça-feira (4/06) durante o lançamento da campanha de segurança viária #Desacelera – Não ultrapasse o limite da vida.

Comentários

Comentários