ALARME FALSO

ALARME FALSO

Comentário sobre bomba em voo que saiu de Campinas gera tensão em aeroporto de Joinville

Comentário sobre bomba em voo que saiu de Campinas gera tensão em aeroporto de Joinville

Um passageiro teria comentado comentado uma atendente que carregava uma bomba em sua mala. Após inspeção da PF, nenhum artefato explosivo foi encontrado.

Um passageiro teria comentado comentado uma atendente que carregava uma bomba em sua mala. Após inspeção da PF, nenhum artefato explosivo foi encontrado.

Por Higor Goulart | 2 dias atrás | Tempo de leitura: 1 min
Especial para a Sampi Campinas

Por Higor Goulart
Especial para a Sampi Campinas

2 dias atrás - Tempo de leitura: 1 min

Divulgação/PF

Caso aconteceu durante a madrugada de quarta-feira, 24

Um comentário sobre uma bomba em uma mala, dentro de um voo que saiu do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, gerou momentos de tensão no aeroporto de Joinville, Santa Catarina, na madrugada de quarta-feira, 24.

A situação foi esclarecida pela Polícia Federal, que, em comunicado, disse que uma "equipe de plantão do aeroporto de Joinville/SC foi acionada para averiguar a informação de que uma mala, transportada em um voo comercial, poderia conter um artefato explosivo".

De acordo com a PF, por volta das 23h, uma atendente da Azul - companhia responsável pelo voo - relatou que um passageiro teria comentado que sua mala conteria uma bomba prestes a explodir.

Rapidamente, o passageiro, de 43 anos, foi identificado e o conduzido à Delegacia de Polícia Federal, em Joinville. Na bagagem, os agentes não identificaram nenhum artefato explosivo.

Ainda de acordo com a instituição, em depoimento, o homem, natural de São Paulo, negou que teria feito o comentário com a atendente. Ele foi, então, liberado.

Caso seja comprovada a denúncia, "o cidadão poderá responder pelo crime de exposição ao risco à aviação civil e até ser enquadrado pela Lei Antiterrorismo", concluiu a PF.

Um comentário sobre uma bomba em uma mala, dentro de um voo que saiu do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, gerou momentos de tensão no aeroporto de Joinville, Santa Catarina, na madrugada de quarta-feira, 24.

A situação foi esclarecida pela Polícia Federal, que, em comunicado, disse que uma "equipe de plantão do aeroporto de Joinville/SC foi acionada para averiguar a informação de que uma mala, transportada em um voo comercial, poderia conter um artefato explosivo".

De acordo com a PF, por volta das 23h, uma atendente da Azul - companhia responsável pelo voo - relatou que um passageiro teria comentado que sua mala conteria uma bomba prestes a explodir.

Rapidamente, o passageiro, de 43 anos, foi identificado e o conduzido à Delegacia de Polícia Federal, em Joinville. Na bagagem, os agentes não identificaram nenhum artefato explosivo.

Ainda de acordo com a instituição, em depoimento, o homem, natural de São Paulo, negou que teria feito o comentário com a atendente. Ele foi, então, liberado.

Caso seja comprovada a denúncia, "o cidadão poderá responder pelo crime de exposição ao risco à aviação civil e até ser enquadrado pela Lei Antiterrorismo", concluiu a PF.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.