HOMENAGEM

Museu Histórico e Militar de Bauru homenageia a Revolução de 1932

Por Isabela Holl | da Redação
| Tempo de leitura: 1 min
Divulgação
Arranjo de flores é colocado no monumento da Revolução Constitucionalista em Bauru (veja fotos no final)
Arranjo de flores é colocado no monumento da Revolução Constitucionalista em Bauru (veja fotos no final)

O Museu Histórico e Militar de Bauru (MHMB), seus associados e familiares de combatentes prestaram homenagens aos paulistas que lutaram na Revolução Constitucionalista de 1932. As ações foram promovidas no sábado (5) e nesta segunda-feira (8) na sede do museu e no Comando de Policiamento Diário do Interior (CPI-4).

A primeira homenagem foi um momento solene de inauguração de um sino, com 32 badaladas para homenagear os combatentes paulistas. "Foi um momento muito bonito. Tivemos a presença de familiares dos que lutaram em 1932 e que puderam lembrar do pai ou avô. Há muito tempo Bauru não contava essa história e nós pudemos resgatá-la", conta um dos fundadores do museu, o cabo da Polícia Militar (PM) Jorge Santos.

Nesta segunda-feira (8), um arranjo de flores no monumento da Revolução Constitucionalista de 1932 foi colocado no pátio do CPI-4. O buquê possui três flores vermelhas que representam os bauruenses mortos em combate: Alfredo Ruiz, Rubens Fraga de Toledo Arruda e Agenor Meira.

Jorge Santos não tem dúvidas de que a data 9 de julho é histórica. "Este feriado serve para nos lembrarmos de quando nós, paulistas, travamos uma guerra contra o governo de Getúlio Vargas em busca de uma nova constituição. É importante preservar a memória".

Ele reitera ainda que o Museu Histórico e Militar de Bauru possui uma exposição permanente sobre a Revolução Constitucionalista e também um acervo da Segunda Guerra Mundial.

O MHMB funciona de terça-feira a sábado, das 8h até às 17h, na Rua Antônio Alves 12-83, no Centro.

(crédito: Divulgação)
(crédito: Divulgação)
Novo sino é inaugurado na sede do Museu Histórico e Militar de Bauru, foram dadas 32 badalas em homenagem à revolução (crédito: Divulgação)
Novo sino é inaugurado na sede do Museu Histórico e Militar de Bauru, foram dadas 32 badalas em homenagem à revolução (crédito: Divulgação)
Associado do museu, Julio Quessada, durante solenidade em memória dos combatentes (crédito: Divulgação)
Associado do museu, Julio Quessada, durante solenidade em memória dos combatentes (crédito: Divulgação)

Comentários

Comentários