Araçatuba

Araçatuba

Ipem orienta pais sobre compra de brinquedos

Ipem orienta pais sobre compra de brinquedos

Por Da Redação | 11/10/2022 | Tempo de leitura: 3 min

Por Da Redação
11/10/2022 - Tempo de leitura: 3 min

Pais devem verificar se o brinquedo contém o selo do Inmetro e a indicação de idade na hora da compra. Foto: Divulgação

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) encontrou irregularidades em diversos brinquedos que estavam sendo vendidos no comércio da capital e do interior. Na Operação Dia das Crianças, realizada na semana passada, o Ipem constatou falhas como falta do selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), ausência de informações como o endereço do fabricante e até falta de aviso de atenção pelo brinquedo conter objetos metálicos que poderiam trazer risco para a saúde da criança.

O selo do Inmetro comprova que o produto foi submetido a ensaios e aprovado e é um objeto seguro. “As equipes de fiscalização verificaram brinquedos, bicicletas, berços, carrinhos para crianças e cadeiras de alimentação com a finalidade de detectar a presença do selo do Inmetro nos itens comercializados, a principal garantia que o produto está de acordo com as normas de segurança. Neste ano, os erros foram encontrados em brinquedos”, disse o superintendente do IpemSP, Ricardo Camargo.

A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 7 de outubro na capital paulista e nas cidades de Campinas, Marília, Paulínia, Pereira Barreto, Piracicaba, Pirajuí, Taubaté, Valinhos e Vinhedo. Durante a fiscalização, o Ipem observou 23.789 produtos e verificou irregularidades em 4.222.

A fiscalização ocorreu em 194 lojas de pequeno, médio e grande porte, das quais 29 foram autuadas por problemas. Os estabelecimentos e fabricantes que foram flagrados com produtos irregulares têm prazo de dez dias úteis para apresentar defesa ao Ipem.

DICAS

O Ipem-SP recomenda aos pais e responsáveis que tomem cuidado ao comprar presentes para os filhos no Dia das Crianças. Uma das dicas do Ipem é verificar se o brinquedo contém o selo do Inmetro e a indicação de idade, considerando sempre a faixa etária, o interesse e o nível de habilidade da criança.

O instituto também recomenda evitar a compra de produtos no comércio informal, já que estes não têm garantia de procedência, nem apresenta condições mínimas e testadas de segurança. Caso os pais tenham filhos em idades diferentes, o instituto pede atenção redobrada, especialmente para as crianças menores de 3 anos que tenham contato com brinquedos dos irmãos mais velhos.

Além disso, existem produtos que contêm partes cortantes ou muito pequenas, que podem se desprender e ser ingeridas ou inaladas, causando sufocamento. Outra orientação é com as embalagens e sacos plásticos que acompanham o produto: os pais ou responsáveis devem retirar as embalagens e sacos plásticos para evitar acidentes com grampos ou até risco de sufocamento.

Outra dica importante é que as instruções de uso devem ser lidas e repassadas para as crianças. No caso de brinquedos da moda, como o Pop It Fidget Toys, o Ipem lembra que, além do selo, é preciso atentar que estes são contraindicados para menores de 6 anos.

A cauda de sereia, por exemplo, deve ser usada somente em locais nos quais a criança consiga se manter de pé, com segurança, e sempre sob a supervisão de algum adulto ou responsável.

Caso o consumidor encontre irregularidades ou tenha dúvidas sobre brinquedos ou outros produtos, pode entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem-SP pelo telefone 0800-0130 22, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para ouvidoria@ipem.sp.gov.br.

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) encontrou irregularidades em diversos brinquedos que estavam sendo vendidos no comércio da capital e do interior. Na Operação Dia das Crianças, realizada na semana passada, o Ipem constatou falhas como falta do selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), ausência de informações como o endereço do fabricante e até falta de aviso de atenção pelo brinquedo conter objetos metálicos que poderiam trazer risco para a saúde da criança.

O selo do Inmetro comprova que o produto foi submetido a ensaios e aprovado e é um objeto seguro. “As equipes de fiscalização verificaram brinquedos, bicicletas, berços, carrinhos para crianças e cadeiras de alimentação com a finalidade de detectar a presença do selo do Inmetro nos itens comercializados, a principal garantia que o produto está de acordo com as normas de segurança. Neste ano, os erros foram encontrados em brinquedos”, disse o superintendente do IpemSP, Ricardo Camargo.

A pesquisa foi realizada entre os dias 3 e 7 de outubro na capital paulista e nas cidades de Campinas, Marília, Paulínia, Pereira Barreto, Piracicaba, Pirajuí, Taubaté, Valinhos e Vinhedo. Durante a fiscalização, o Ipem observou 23.789 produtos e verificou irregularidades em 4.222.

A fiscalização ocorreu em 194 lojas de pequeno, médio e grande porte, das quais 29 foram autuadas por problemas. Os estabelecimentos e fabricantes que foram flagrados com produtos irregulares têm prazo de dez dias úteis para apresentar defesa ao Ipem.

DICAS

O Ipem-SP recomenda aos pais e responsáveis que tomem cuidado ao comprar presentes para os filhos no Dia das Crianças. Uma das dicas do Ipem é verificar se o brinquedo contém o selo do Inmetro e a indicação de idade, considerando sempre a faixa etária, o interesse e o nível de habilidade da criança.

O instituto também recomenda evitar a compra de produtos no comércio informal, já que estes não têm garantia de procedência, nem apresenta condições mínimas e testadas de segurança. Caso os pais tenham filhos em idades diferentes, o instituto pede atenção redobrada, especialmente para as crianças menores de 3 anos que tenham contato com brinquedos dos irmãos mais velhos.

Além disso, existem produtos que contêm partes cortantes ou muito pequenas, que podem se desprender e ser ingeridas ou inaladas, causando sufocamento. Outra orientação é com as embalagens e sacos plásticos que acompanham o produto: os pais ou responsáveis devem retirar as embalagens e sacos plásticos para evitar acidentes com grampos ou até risco de sufocamento.

Outra dica importante é que as instruções de uso devem ser lidas e repassadas para as crianças. No caso de brinquedos da moda, como o Pop It Fidget Toys, o Ipem lembra que, além do selo, é preciso atentar que estes são contraindicados para menores de 6 anos.

A cauda de sereia, por exemplo, deve ser usada somente em locais nos quais a criança consiga se manter de pé, com segurança, e sempre sob a supervisão de algum adulto ou responsável.

Caso o consumidor encontre irregularidades ou tenha dúvidas sobre brinquedos ou outros produtos, pode entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem-SP pelo telefone 0800-0130 22, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, ou enviar e-mail para ouvidoria@ipem.sp.gov.br.

Quer receber as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade Folha da Região/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade Folha da Região/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.